A Google anunciou no princípio deste ano que estava a testar uma nova funcionalidade para as chamadas de emergência, em que a localização do utilizador é automaticamente partilhada com os serviços de socorro em caso de contacto. Este novo sistema, que está agora disponível nos EUA, foi desenvolvido entre a tecnológica de Mountain View, a T-Mobile e a RapidSOS.

As empresas parceiras vão ajudar a Google a operar este programa. A RapidSOS, que assegura as comunicações de emergência em mais de mil centros de socorro, vai ajudar a Google a cobrir cerca de 100 milhões de cidadãos numa primeira fase do lançamento. O acordo estabelecido com a T-Mobile garante que os clientes desta operadora terão acesso à partilha da sua localização mesmo fora do raio de cobertura da RapidSOS, uma vez que a empresa é a única que suporta este tipo de comunicação no sector.

Esta funcionalidade, a que a Google chama ELS, foi inicialmente anunciada em 2016, mas só este ano foi testada com sucesso. De acordo com a gigante norte-americana, o sistema consegue providenciar localizações mais precisas dos utilizadores do que as operadoras, que estão normalmente encarregues da tarefa em casos de emergência.

O ELS é suportado em todos os equipamentos Android com a versão 4.0 ou superior. Não é necessário instalar qualquer app adicional ou atualizar o telefone. O serviço ainda não está disponível em Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.