A HTC anunciou recentemente que vai passar a contar com a assistente virtual da Amazon no seu novo flagship, o U11. A adição deste software vai tornar o smartphone no primeiro equipamento a oferecer as funcionalidades de inteligência artificial da Alexa em modo mãos-livres.

A Huawei integrou suporte para a assistente virtual da Amazon no passado mês de março, no seu Mate 9, mas, para funcionar, o sistema requer a instalação da Huawei Alexa, uma app dedicada a este equipamento que o transforma numa espécie de Amazon Echo portátil.

A chegada ao HTC U11 vai acontecer na íntegra, sendo que, ao dispor dos utilizadores deste equipamento, ficarão (quase) todos os comandos de voz disponíveis nas colunas da Amazon.

Apesar de esta ser uma estratégia clara de expansão para a Alexa, que nos últimos anos tem chegado a vários aparelhos, a tecnológica pode ver algumas vendas subtraídas ao disponibilizar a sua assistente em equipamentos de outras marcas. As receitas perdidas, no entanto, podem ser recuperadas ao articular vendas diretas aos utilizadores na Amazon.com através desta inteligência artificial.

Recorde ainda que uma das maiores concorrentes da empresa norte-americana neste segmento é a Google, que pode contar com uma extensa panóplia de telemóveis e tablets Android para fazer chegar o seu assistente a milhões de utilizadores. A Amazon, por sua vez, não terá a mesma oportunidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.