Ano novo, quase tudo igual no reino do Android. O sistema operativo da Google continua a apresentar-se bastante fragmentado e a taxa de adoção das versões mais recentes do sistema operativo da Google ainda é baixa.

O Android 4.4, conhecido como KitKat e lançado no final de 2013, era no dia 8 de janeiro deste ano uma das versões menos usadas pelos utilizadores que acedem à loja de conteúdos, o Google Play. O número justifica-se pelo baixo número de equipamentos que trazem o software de origem e pelo baixo número de empresas que já atualizaram os equipamentos para o Android KitKat. Mas nada disfarça o pequeno salto dado relativamente ao mês passado: apenas mais 0,3 pontos percentuais de quota de mercado.

Olhando para as últimas três versões do Android lançadas pela Google sabe-se, segundo os dados do portal de programadores, que correspondem a 24,6% do total de dispositivos que acedem ao mercado online da Google.

A versão mais popular continua a ser o Android 4.1, o primeiro de três Jelly Bean que viriam a ser lançados, ao ter uma taxa de utilização de 35,9%. Na segunda posição aparece o Android 2.3, lançado entre o final de 2010 e início de 2011, com uma quota de mercado de 21,2% - numa queda de quase três pontos percentuais relativamente aos resultados do mês anterior.

[caption]Android quotas[/caption]

O Android continua a ser o sistema operativo mais popular em todo o mundo ao representar quase 80% das vendas a nível mundial de smartphones. Apesar da fragmentação os utilizadores com versões mais antigas não deixam de ter acesso às principais funcionalidades das chamadas "aplicações nucleares", como o Facebook, Twitter, Gmail ou YouTube.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.