Do Snapchat ao Instagram, passando pelo Facebook, para estudar, para poupar a bateria do smartphone ou do tablet ou para não se esquecer de nada quando vai às compras, estas são as aplicações que destacámos nos últimos dias.

Com a Studo, a televisão também serve para estudar

A app foi desenvolvida a pensar nos estudantes mais jovens e oferece milhares de exercícios para estes resolverem na televisão. 

A Vodafone anunciou recentemente o regresso da Studo, uma aplicação de TV para estudantes, que se destaca das demais graças a uma funcionalidade muito específica: se iniciar uma sessão de exercícios, os canais de televisão só serão desbloqueados quando todas as tarefas forem feitas.

Este ano a app ganha ainda uma secção pré-escolar, para entreter os mais novos, as disciplinas de Português e Estudo do Meio, e mais questões para resolver.

À semelhança da primeira versão, a disciplina de Matemática do 1º ciclo é gratuita, mas surge agora com 12 mil novos exercícios.

Até dia 31 de outubro a Studo vai estar a funcionar de forma integralmente gratuita para todos os utilizadores, mas depois dessa data há alguns conteúdos que terão de ser desbloqueados mediante o pagamento de uma mensalidade de 4,99 euros. Neste último conjunto incluem-se os exercícios pré-escolares e as duas novas disciplinas do 1º ciclo (Estudo do Meio e Português), com mais de 12 mil exercícios, em conjunto.

Adicionalmente, a aplicação estreia ainda uma loja dentro da aplicação, onde os utilizadores poderão trocam os pontos acumulados por novas personagens de jogo.

Mais importa dizer que toda a aplicação foi desenvolvida a pensar nas crianças, desde os grafismos animados à lógica intuitiva de utilização, passando ainda pelas ajudas, que impedem a aplicação de se tornar frustrante.

A Studo foi a vencedora do TV Innovation Challenge 2015, uma competição que foi promovida pelo Vodafone Power Lab para "captar ideias que pudessem inovar o serviço de televisão da empresa".

A app está disponível na box da Vodafone.

Projeto liderado por portugueses quer descobrir o segredo para as baterias durarem mais

Investigadores das universidades de Coimbra e da Beira Interior, ajudados por colegas da Universidade e Federal de Pernambuco, estão a estudar oportunidades de poupança de energia em smartphones e outros dispositivos.

A iniciativa chama-se GreenHub, está inserida no projeto de investigação Green Software Lab, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), e assenta na aplicação BatteryHub, que os portugueses são convidados a instalar, se quiserem ser contribuir para o estudo.

Quando instalada, a aplicação recolhe periodicamente informação relacionada com a utilização de bateria, como, por exemplo, percentagem de carga, aplicações em execução ou utilização de sensores, e envia-a para uma infraestrutura na cloud, também criada pela equipa.

Na prática, ilustra João Paulo Fernandes, coordenador do estudo, citado na nota enviada à imprensa,“como nos desenhos animados, se colocarmos em sequência várias imagens estáticas, observamos a perspetiva dinâmica que elas asseguram. No nosso caso, a perspetiva dinâmica que procuramos reflete, para cada utilizador e cada dispositivo, o modo como a sua bateria é consumida”.

O objetivo principal da investigação, explica o também docente no Departamento de Engenharia Informática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, “é o de construir um repositório de dados o mais alargado possível, e representativo do consumo de energia em baterias de diferentes dispositivos móveis, sistemas operativos, aplicações e utilizadores. Pretende-se que, no futuro, seja possível utilizar os dados recolhidos para traçar o perfil de consumo dos dispositivos, e assim identificar oportunidades de poupança de energia. Esta é a inovação do projeto”.

Os investigadores garantem que a privacidade dos utilizadores está totalmente garantida, não sendo recolhida nenhuma informação que permita a sua identificação. "De facto, para o tipo de análise que faremos, não temos necessidade de identificar os utilizadores, mas apenas de os distinguir, o que é conseguido associando um código alfanumérico aleatório a cada um dos utilizadores. Reforça-se, não recolhemos números telefónicos, números de série, IMEI ou quaisquer outros", refere João Paulo Fernandes.

Por enquanto, a aplicação BatteryHub está apenas disponível para o sistema operativo móvel da Google. Pode ver informação adicional sobre o projeto de investigação, iniciado há dois anos, a partir do endereço http://greenhub.hmatalonga.com.

Instagram Stories já podem ser diretamente carregadas no Facebook

A funcionalidade, que permite a partilha direta de Stories do Instagram para o Facebook, começou a ser testada no início de setembro, mas agora vai mesmo ser disponibilizada para todos os utilizadores.

Ao contrário do Instagram, que, com as Stories, elevou a popularidade dos conteúdos instantâneos a um novo patamar, o Facebook não conseguiu atingir grandes sucessos com a introdução desta funcionalidade na sua rede social. No entanto, a empresa está determinada a mudar essa condição, e a última atualização do Instagram prova isso mesmo.

Com a disponibilização de uma nova versão da app nas lojas digitais, chega também uma opção que vai permitir aos utilizadores partilharem as suas stories do Instagram no Facebook. A possibilidade começou a ser discutida no passado mês de setembro, quando alguns utilizadores foram aleatoriamente selecionados para testar a funcionalidade.

Instagram: um ano de Stories = mais 200 milhões de utilizadores ativos todos os dias
Instagram: um ano de Stories = mais 200 milhões de utilizadores ativos todos os dias
Ver artigo

Passado um mês, a empresa confirmou ao TechCrunch que vai começar a disponibilizar a opção via update, o que significa que poderá ter de esperar uns dias até a receber no seu smartphone.

No entanto, apesar de passar a facilitar a partilha de Stories do Instagram para o Facebook, a empresa não referiu qualquer possibilidade de vir a abrir um canal de partilha no sentido inverso.

Claro é que a gigante de Mark Zuckerberg está neste momento focada em aumentar o número de utilizadores diários das Facebook Stories. Note que a tecnológica ainda não adiantou quaisquer números referentes à utilização do serviço, ao passo que as Stories do Instagram, com 250 milhões de utilizadores diários, têm sido frequentemente referidas por terem ultrapassado a marca do concorrente Snapchat.

Snapchat estreia nova funcionalidade de contextualização de tags espaciais

Isto vai fazer com que seja possível conhecer melhor o restaurante onde os seus amigos foram jantar ou reservar diretamente um quarto no hotel onde aquela celebridade que segue está a passar férias.

O Snapchat anunciou a introdução de uma nova funcionalidade na sua aplicação. A partir de agora, quando marcar a localização onde se encontra, a app pode providenciar informações adicionais, transformando-se numa espécie de TripAdvisor instantâneo.

A app chama a estes slides Context Cards. Neles pode encontrar análises a restaurantes, indicações de viagem e links para chamar um Uber ou um Lyft diretamente para o local. A informação, claro, vai variando de acordo com o sítio marcado. Se no snap de um contacto estiver marcado um hotel ou um restaurante conhecido, por exemplo, pode até ser possível fazer uma reserva diretamente através do Snapchat.

O Snapchat é uma aplicação gratuita e está disponível para Android e iOS.

Recorde algumas das últimas novidades anunciadas pela aplicação:
Snapchat leva arte em realidade aumentada para as ruas de todo o mundo
Snapchat comemora seis anos de existência com novos filtros de realidade aumentada
Os Bitmoji do Snapchat ganharam vida no mundo da realidade aumentada

Quer levar o seu filho a andar de baloiço (em 170 países)? É só descarregar o Playground Buddy

Apesar do verão ter terminado, ainda vai ter, com certeza, pela frente dias agradáveis para levar os seus pequenos a passear ao jardim. A app Playground Buddy ajuda-o a saber qual o parque infantil mais próximo da sua localização.

Para além de indicar os parques infantis nas proximidades, mostra o número de parques que cada país tem disponível para que as crianças possam gastar as suas energias.

Com um diretório de cerca de 200 mil parques, distribuídos por 170 países, a app permite “visitar” esses parques antes de se deslocar ao sítio, disponibilizando fotos para que escolha entre os que têm escorregas, areia ou relva.

Pode ainda partilhar a informação com outros pais, mesmo com aqueles que não têm a aplicação instalada e organizar as viagens com as suas crianças com base na localização dos parques infantis locais.

A aplicação é gratuita e está disponível para iOS  e Android.

Bring! ajuda-o a ir ao supermercado e a levar para casa todas as compras que precisa

Quem nunca? Vai às compras com a sua super lista mental de “pão, ovos, leite, …” e entretanto chega a casa sem a margarina que precisava mesmo ou só com metade daquilo que tinha planeado. Esta app quer garantir que isso não acontece.

A Bring! faz parte do conjunto de apps simples e fáceis de usar que o ajudam a criar e a gerir as suas listas de compras.

Com ela pode dividir as listas automaticamente em categorias, adicionar produtos e quantidades e ir eliminando os itens que vai colocando no carrinho de compras. Também

É possível sincronizar as listas em tempo real, usá-las offline e partilhá-las com familiares ou amigos, uma funcionalidade sempre útil de “conjugação de esforços” entre quem vive na mesma casa ou vai promover um almoço ou jantar "comunitário".

A Bring! é gratuita e está disponível para dispositivos Android e iOS.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.