A Nokia está a cortar o suporte ao desenvolvimento de aplicações e de atualizações para os sistemas operativos Symbian e MeeGo. A partir do dia 1 de janeiro de 2014 os programadores não vão poder submeter novos software nem atualizar os que já tinham desenvolvido.

Segundo escreve a ZDNet, o fim do suporte às aplicações foi comunicado por email aos vários developers que têm conteúdos na Nokia Store. A tecnológica finlandesa garantiu que apesar do fim do suporte os programadores vão continuar a receber os relatórios das aplicações e a respetiva remuneração. E da parte dos utilizadores continuará a ser possível fazer o download das aplicações.

A medida pode precipitar os atuais utilizadores de telemóveis com estes sistemas operativos a procurarem alternativas. Não se trata apenas da confirmação de que novas funcionalidades nunca vão chegar aos equipamentos, é também a confirmação de que as aplicações vão ficar sujeitas a ameaças informáticas que vão sendo desenvolvidas com o tempo.

"Manter o software atualizado" é dos conselhos mais recorrentes na proteção contra malware, situação que não se vai verificar no Symbian e MeeGo.

[caption]Symbian MeeGo Dead[/caption]

O suporte para o desenvolvimento de aplicações deveria manter-se pelo menos até 2016, através de uma parceria que a Nokia firmou com a Accenture. Mas através da conta oficial no Twitter, a fabricante de telemóveis justificou a mudança de estratégia com a alteração do mercado dos dispositivos móveis.

Entre os telemóveis afetados estão alguns topos de gama como o Nokia N9, PureView 808, Nokia N97 e modelos populares como o Nokia 5530.

O anúncio aparece semanas depois de a divisão de Dispositivos e Serviços da empresa nórdica ter sido comprada pela Microsoft por 5,4 mil milhões de euros.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.