O Facebook quer tornar as conversas no Messenger mais seguras e anunciou que as chamadas de voz e vídeo na sua aplicação vão passar a contar com encriptação de ponta-a-ponta.

A empresa explica que a decisão surge devido ao aumento significativo no número de chamadas de áudio e vídeo realizadas ao longo do último ano devido às restrições da pandemia de COVID-19. Ao todo, o Facebook estima que tenham sejam feitas mais de 150 milhões de videochamadas diariamente.

O Facebook indica que, à semelhança do que já acontece, por exemplo, no WhatsApp, o conteúdo partilhado numa conversa com encriptação de ponta-a-ponta é protegido a partir do momento que sai do equipamento do utilizador. “Isto significa que ninguém, incluindo o Facebook, pode ver ou ouvir o que foi enviado ou dito”, afirma a gigante tecnológica.

Facebook | Chamadas encriptadas no Messenger
créditos: Facebook

A nova funcionalidade de encriptação começará a chegar a alguns utilizadores ao longo das próximas semanas. Em breve a empresa começará também a testar a implementação de encriptação para conversas de grupo, incluindo em chamadas de áudio e vídeo, assim como de funcionalidades que dão mais controlo ao utilizador em relação a quem o pode contactar.

Facebook | Funcionalidade de mensagens que desaparecem no Messenger
créditos: Facebook

Além da encriptação das chamadas áudio e de vídeo, a empresa revelou mudanças no que toca às mensagens “efémeras” encriptadas na aplicação, sendo possível definir o tempo em que podem ser lidas até desaparecerem, indo de apenas cinco segundos a 24 horas.

Fora do Messenger, o Facebook deu a conhecer que as mensagens privadas do Instagram vão também passar a ser encriptadas, com a empresa a começar a realizar testes limitados com utilizadores adultos em alguns países.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.