A Google pode estar a desenvolver um sistema biométrico que permitirá ao seu assistente virtual gerar resultados personalizados para a pessoa com quem está a interagir. A tecnologia, que é referida pela imprensa internacional pelo nome Face Match, vai utilizar a câmara frontal dos smartphones para identificar o rosto do utilizador, recorrendo depois ao perfil que lhe corresponde para filtrar respostas que vão ao encontro das suas preferências.

Apesar de ainda não existir qualquer descrição oficial do sistema, o Engadget escreve que esta funcionalidade teria de ser treinada pelo utilizador, para que este possa depois distinguir o rosto de vários utilizadores.

Já pode pedir ao Google Assistant para desligar o telemóvel dos seus filhos durante o jantar
Já pode pedir ao Google Assistant para desligar o telemóvel dos seus filhos durante o jantar
Ver artigo

Não há indicações oficiais de quando, ou se esta opção vai efetivamente ser lançada. A referência à tecnologia existe e está presente no código da última versão beta da app do Google Assistant, mas o facto de não haverem quaisquer imagens associadas é um indicador de que a tecnologia ainda pode estar longe de ser integrada na versão final do assistente virtual.

Em termos de acessibilidade e pragmatismo, o Face Match pode facilitar a utilização de vários aparelhos que contem com uma câmara e com o Google Assistant, uma vez que pode haver troca de dados entre equipamentos. Por outro lado, esta tecnologia pode também ser uma porta de entrada para utilizadores que não consigam falar ou que tenham problemas de fala que os impossibilite de comunicar com a inteligência artificial da Google. Desta forma, este grupo também poderá ter acesso a uma experiência personalizada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.