Depois de a funcionalidade ter sido apresentada em 2018, a partir desta quinta-feira, 8 de agosto, o Google Maps é mais intuitivo para os utilizadores que andam a pé. Mas de que forma é que isso é garantido? O sistema mostra-lhe qual o caminho a seguir através de setas e direções que surgem no “mundo real” que o utilizador vê no ecrã do telemóvel.

Recorrendo à câmara traseira do smartphone como sensor, o sistema de realidade aumentada (RA) disponibiliza uma forma mais intuitiva para ajudar as pessoas a determinar melhor para que direção devem ir. Para isso, o Live View mostra elementos digitais sobrepostos sobre o espaço real que a câmara traseira vai captando.

tek live view google maps
Funcionalidade Live View no Google Maps

Mas a Google dá-lhe a opção de escolher. A tecnologia vai funcionar sempre que for selecionada a opção "Live View" ou iniciar realidade aumentada que surge no fundo do ecrã. Assim que o sistema for ativado, o utilizador terá de apontar a câmara para alguns pontos específicos, de forma a que a app consiga identificar as redondezas.

Ao optar por recorrer a este sistema, vai encontrar um visor dividido, com imagens reais do espaço que o envolve e com uma versão virtual do mapa que o Google Maps apresenta quando pedimos por direções. Depois, para guiar o utilizador, vão surgindo setas dinâmicas na tela, que apontam especificamente para as ruas que este deve seguir para chegar ao destino. Quando se cruzam esquinas, podem ainda aparecer blocos flutuantes com informações complementares sobre a distância que falta para virar novamente, por exemplo.

Para não exagerar no consumo de dados e bateria, a app regressa à visão tradicional do Google Maps quando o utilizador baixa o telefone para fora da linha de visão.

Esta funcionalidade chega para simplificar as caminhadas urbanas em espaços desconhecidos, A nova funcionalidade em beta está disponível para uma ampla variedade de dispositivos, desde telemóveis Android, que suportem ARCore, e iPhones compatíveis com ARKit. Nesta lista a Google especifica os modelos que suportam esta funcionalidade.

tek google maps tek google maps

A tecnologia chega assim finalmente à aplicação, depois de vários anos de trabalho da equipa da Google a trabalhar para resolver aquele que muitos utilizadores consideravam um problema.

Até às 11h00 desta quinta-feira, ainda poderia ser difícil entender para que direção devíamos seguir em sítios que desconhecíamos, mesmo com o mapa virtual do Google Maps. Mas agora não há maneira de se equivocar, uma vez que as setas e os blocos aparecem sobrepostos sobre o mundo real.

Antes de chegar à app, o sistema foi testado por guias locais do Google Maps e pelos utilizadores dos smartphones Pixels numa fase inicial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.