Em plena pandemia de COVID-19, o Facebook anuncia novidades em relação ao Messenger Kids, a aplicação para crianças que lançou em 2017 nos Estados Unidos. Para além da app estar disponível em 70 países, a rede social divulgou novas opções que permitem aos jovens terem uma maior independência na hora de gerirem a lista de contactos, embora mantendo a supervisão dos pais.

Nos últimos anos, a empresa de Mark Zuckerberg tem trabalhado com uma equipa de especialistas em cibersegurança, desenvolvimento das crianças e os media, de forma a "moldar" a aplicação, explica o Facebook em comunicado. E há desafios que a rede social quer ultrapassar, nomeadamente os problemas reportados pelos pais em relação à dificuldade de encontrar os amigos das crianças, para que possam conversar no Messenger Kids. Com isso em vista, a gigante tecnológica está a adicionar três novas opções.

Messenger Kids tem novas funcionalidades para “dar ainda mais controlo aos pais”
Messenger Kids tem novas funcionalidades para “dar ainda mais controlo aos pais”
Ver artigo

Depois de em fevereiro ter anunciado novas funcionalidades "para dar ainda mais controlo aos pais", o Facebook lança agora o recurso Supervised Friending. Os pais passam a poder permitir às crianças aceitar, rejeitar, adicionar ou eliminar contactos, continuando a ter a possibilidade de substituir quaisquer novas aprovações de contacto no painel.

A decisão surge depois de o Facebook ouvir os pais, e compreender que queriam "dar mais independência às crianças na hora de gerir a lista de contactos, mantendo a supervisão parental". A rede social já lançou esta funcionalidade nos Estados Unidos, ficando disponível, de forma gradual, nos restantes países.

Sempre que as crianças aceitarem ou rejeitarem um pedido de amizade, assim como enviarem ou eliminarem um pedido, os pais serão notificados pelo Messenger e podem substituir as novas ligações. Para isso, deve aceder ao painel dos pais, onde é registado um conjunto de atividades recentes dos jovens.

Atualização Messenger Kids | 22 de abril

De forma a garantir que os jovens compreendem os novos recursos que estão a ser lançados pelo Facebook, a gigante tecnológica trabalhou com Lewis Bernstein, membro do Facebook’s Youth Advisors. Para o especialista, "além de permitir aos pais mais formas de gerir a experiência dos filhos, a Friended Supervision desenvolve a autonomia das crianças, para decidirem com quem querem ou não conversar". Ao mesmo tempo, os "pais podem vigiar, orientar e intervir conforme for necessário".

Em plena pandemia de COVID-19, o Facebook apresentou diferentes medidas para combater a desinformação e, ao mesmo tempo, tentar animar os dias daqueles que estão em casa a maior parte do tempo. A rede social antecipou, por exemplo, o lançamento da versão mobile do Facebook Gaming, para já disponível apenas para Android. Já no final de março, o Instagram anunciou novas atualizações para manter as pessoas "informadas, seguras e apoiadas". Uma delas foi o lançamento de uma "forma de navegar" na rede social através de videochamada, o Co-Watching.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.