“O LinkedIn é uma feira de vaidades”, afirma Ricardo Paiágua, fundador da app e da startup que a desenvolveu, a uppOut, e para quem a “facilidade de obter endorsements faz com que os perfis das pessoas acabem por ser pouco relevantes para quem está à procura de talento”.

E foi isso que levou ao desenvolvimento da PowerUpp, cujo algoritmo é feito de forma a que qualquer utilizador possa recomendar um perfil, mas que impeça de se saber quem o fez, de forma a garantir que as competências “e mais-valias de cada pessoa sejam realmente validadas pelo mercado e pela sua rede de contactos e colegas“.

Os utilizadores só têm que escolher uma foto de perfil, definir três principais main skills, soft skills e valores, convidar amigos e colegas e, com um simples “sim” ou “não”, avaliar as caraterísticas dos seus contatos.

Como as notas são anónimas, não existe qualquer pressão da reciprocidade, mas o “sim” de um chefe nas valências do utilizador vale mais pontos e impacta positivamente a credibilidade deste perfil digital.

Depois, o algoritmo faz o resto e escolhe as pessoas mais qualificadas em todos os setores de atividade.

A aplicação está disponível para os sistemas iOS e Android.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.