A Google realizou este mês a primeira edição europeia do Google Play Indie Games Contest, cujo objetivo é premiar os melhores jogos para smartphones Android desenvolvidos por pequenos estúdios ou programadores individuais. É uma excelente forma de estimular a criação de conteúdos originais por programadores independentes, que geralmente são aqueles que brindam os utilizadores com os jogos mais criativos e divertidos. Esta semana sugerimos uma mão cheia de alguns dos títulos finalistas deste concurso.

A lista inclui Reigns, o vencedor do concurso, onde o jogador assume o papel de um monarca cujas decisões irão afetar a sua popularidade junto de diversos setores, como a igreja ou o exército, e cujas implicações e consequências poderão colocar em risco a sua continuidade no poder.

Causality é um divertido quebra-cabeças com o objetivo de guiar um grupo de astronautas para a porta de saída em cada um dos níveis antes de esgotar o tempo. Extremamente desafiante, colocará o jogador a manipular o tempo fazendo-o andar para trás para voltar a tentar arranjar a solução.

PinOut! é um jogo de pinball infinito onde o jogador tem como objetivo fazer com que a bola chegue o mais alto possível antes de acabar o tempo. Pelo caminho poderá utilizar vários power-ups que o ajudarão na sua missão, tudo ao som de uma eletrizante música.

Lost in Harmony conta a história de dois amigos que embarcam numa perigosa aventura nos seus sonhos. Eles terão que evitar inúmeros perigos enquanto deslizam em cima de um skate. O jogador terá de ter especial atenção às batidas da música de forma a prever e evitar os obstáculos e inimigos que poderão surgir de todos os lados.

Por fim, The Battle of Polytopia é um jogo do estilo Civilization ou Age of Empires, mas com uma jogabilidade mais simples e casual. O objetivo é fazer prosperar a tribo e fazer crescer a cidade, atacando outras tribos ou defendendo-a dos ataques destas.

Manipular o tempo para arranjar a solução

Causality é um quebra-cabeças extremamente desafiante onde o jogador tem como missão ajudar um grupo de astronautas a percorrerem em segurança estranhas paisagens alienígenas.

É preciso levá-los a encontrar o caminho certo para chegar ao ponto que os enviará para o próximo nível. Para o efeito, será preciso manipular o tempo, alterando a sequência de eventos e mudando o resultado de cada fase.

O objetivo é simplesmente movimentar um astronauta de um ponto de partida até um ponto de saída, evitando os diversos obstáculos que podem surgir pelo caminho. Mover o astronauta é fácil, bastando deslizar o dedo para cima ou para baixo. Nos diversos caminhos existem zonas que apresentam setas indicando a direção que o personagem irá tomar quando passar por elas, podendo o jogador tocar nelas em qualquer momento para mudar o seu sentido.

O jogo rapidamente aumenta de dificuldade com a introdução de vários astronautas, o que adiciona mais complexidade à equação. Cada astronauta terá um local de saída próprio indicado pela cor do seu capacete. Quando os seus caminhos se cruzam, eles irão ressaltar em direções opostas. Como se isto não bastasse, Causality introduz a sua principal característica e aquela que o torna muito desafiante: o tempo.

O fator tempo é de sobeja importância. Cada saída deve ser alcançada dentro de um limite temporal, por isso, mesmo que exista mais de um caminho possível para atingir esse local, muitas das vezes apenas um permitirá que se lá chegue antes que o tempo se esgote.

Um timming perfeito é também necessário para ativar interruptores para contornar obstáculos, evitando assim os monstros que se escondem por baixo do chão. Por fim, é ainda adicionado um personagem que representa o astronauta no passado, que é introduzido no jogo quando o personagem atravessa os portais do tempo. Quando isso acontece, os tais astronautas do passado aparecem num ponto diferente passando a existir duas versões do personagem com os quais interagir e trabalhar para chegar à saída. São elementos que introduzem mais complexidade à jogabilidade, mas também a tornam mais divertida.

No total existem 40 níveis divididos em 4 mundos diferentes, mais 5 níveis bónus de elevada dificuldade em cada mundo, totalizando assim 60 níveis, que para serem ultrapassados terão de ser experimentados muitas vezes até se chegar à solução. Estamos perante um típico jogo de tentativa-erro que tem como aliciante que se se falhar basta deslizar o dedo na direção oposta para rebobinar o tempo e começar de novo.

Causalityé realmente um jogo difícil e complexo mas a suas características tornam-no em algo diferente dos restantes títulos do mesmo género e por isso mais divertido. Custa cerca de €1,99 e está disponível para dispositivos Android e iOS.

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

Pinball infinito

PinOut! é um típico simulador de um jogo de pinball mas com uma diferença: em vez de tentar obter a maior pontuação com as bolas existentes o objetivo é conseguir chegar o mais alto possível, antes de esgotar o tempo em diversas mesas com pulsantes luzes de néon ao som de eletrizantes batidas, que tornam toda a experiência ainda mais divertida.

O jogador tem como objetivo acertar na pequena bola de metal e direcioná-la para o local que a permitirá subir para além da mesa em que está a jogar, o que as fará aparecer numa nova mesa contigua à anterior. Trata-se, portanto, de um jogo de pinball infinito jogado em várias mesas contíguas ou numa enorme mesa sem fim.

Começando com 60 segundos, o jogador terá que fazer a bola subir o mais alto possível antes de esgotar o tempo, podendo pelo caminho ganhar segundos adicionais, power-ups e experimentar mini-jogos para obter mais tempo como recompensa. Desta forma, não basta manter a bola em jogo, é preciso alguns tiros com boa pontaria para colocar a bola nos caminhos adequados para que esta consiga chegar à mesa seguinte, sem nunca esquecer os pontos luminosos localizados em determinadas áreas da mesa, normalmente nos locais mais difíceis de atingir, de forma a conseguir mais tempo e manter o jogo vivo.

Conseguir colocar a bola em alguns lugares mais apertados pode recompensar o jogador com divertidos power-ups, como um que congela o tempo por alguns momentos ou um outro que coloca a bola algumas mesas mais à frente. Mas existem outros especialmente dedicados a ajudar o jogador a preparar o melhor disparo, como um que congela o tempo por 10 disparos, ou outro onde o relógio apenas funciona quando a bola está em movimento, encorajando o jogador a parar a bola de forma a preparar e alinhar o tiro perfeito. PinOut! é gratuito para download para dispositivos Android e iOS e, através de uma única compra de cerca de €3, permite a possibilidade de continuar o jogo a partir de determinados checkpoints, removendo assim a situação de recomeçar do inÍcio sempre que se perde. Trata-se de um divertido jogo com uma mecânica interessante.

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

Decidir o futuro do reino e do reinado

Reigns, um dos mais populares e galardoados jogos do ano passado, é um título de estratégia onde o jogador assume o papel de um monarca medieval cujas decisões irão impor a sua vontade no reino.

Para manter o trono, o monarca terá que agradar a várias fações como a igreja, exército, o povo e o tesouro. Ao longo do reinado ser-lhe-á pedido que tome as mais variadas decisões, com cada uma das opções a ter implicações e consequências no futuro, podendo colocar em risco a sua continuidade no poder.
A premissa Reigns é tão simples como ler uma carta e escolher uma das duas opções e, em seguida, passar para a próxima. Agricultores, soldados, crentes e até lobisomens virão pedir conselhos, favores ou uma resposta a um determinado problema. Cada carta implica que passou um ano, sendo indicado no ecrã quanto anos já decorreram, o nome do rei e ainda uma lista de objetivos a cumprir. Com o decorrer do jogo novas cartas serão desbloqueadas, existindo um total de 750, e novos personagens irão aparecer, como um cão, bruxa ou espião, que irão adicionar variação e novidade a toda a experiência de jogo.

No ecrã é ainda indicado qual a popularidade do rei nas diversas instituições, e, caso chegue a zero em alguma delas, será game over. Tudo pode parecer sob controlo mas a qualquer momento um evento aleatório pode virar tudo do avesso e ditar o fim do reinado.

A jogabilidade é simples e os gráficos engraçados, mas o principal de Reigns é o seu sentido de humor e constante variação da história fruto dos mais incríveis e inusitados eventos e decisões que é preciso tomar.
Reigns custa €2,99 e está disponível para Android e iOS.

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

Ajudar dois amigos ao som da música

Lost in Harmony é uma aventura rítmica que decorre nos sonhos de um rapaz, Kaito, que embarca numa viagem de tirar o fôlego com o intuito de salvar Aya que se encontra doente.

Kaito coloca Aya nas suas costas e sobe para um skate deslizando ao longo de vários níveis enquanto se desvia de obstáculos e perigos que surgem de todos os lados. Para tal é preciso deslizar o dedo para os lados do ecrã de modo a que Kaito se mova para a esquerda ou para a direita. Deslizando o dedo para cima fará com que Kaito dê um salto com o seu skate e, em algumas situações, é preciso tocar no ecrã para obter as estrelas que surgem no caminho. Tudo isto de acordo com a música, que varia consoante o nível.

Existem 13 níveis que decorrem em diferentes zonas, como numa floresta onde os dois amigos têm de fugir de um urso e um outro que se desenrola numa praia e coloca-os a fugir de uma onda gigante. Torna-se essencial ouvir a música e a sua batida de forma a conseguir antever os obstáculos que poderão surgir e assim estar precavido e conseguir evitá-los. De início pode parecer algo difícil, mas com o passar do tempo tudo fica a parecer mais fácil com o jogador a entrar no "ritmo" do jogo.

Os níveis iniciais são claramente mais fáceis, sendo possível evitar os obstáculos com tempo e utilizando apenas uma das mãos. Mas, com o passar do tempo, a experiência torna-se bastante mais desafiante obrigando, em vários casos, a utilizar ambas as mãos para mover o personagem e apanhar as estrelas em simultâneo.

Nestas situações, a jogabilidade pode tornar-se um pouco confusa e mais desafiante. Para passar para o nível seguinte é preciso obter, pelo menos, 50% da pontuação exigida. O jogo tem um excelente grafismo e animações, com muitos jogos de luzes e efeitos. Essencial como é para toda a experiência de jogo, a componente musical é também muito boa, apresentando diversas remisturas de temas clássicos. Lost in Harmony está disponível gratuitamente para equipamentos Android e iOS.

Siga para a página seguinte e veja a próxima app

Fazer prosperar a tribo e cidade

The Battle of Polytopia é uma aventura estratégica baseada em turnos com o objetivo de governar o mundo, combater tribos malévolas, descobrir novas terras e dominar novas tecnologias.

Trata-se de um jogo similar aos grandes títulos de estratégia como Civilization ou Age of Empires mas menos complexo e otimizado para ecrãs táteis, tornando a experiência mais casual e divertida. O jogador começa com uma tribo, uma cidade e uma unidade num mapa que é sempre diferente a cada novo jogo.

De inÍcio é também fornecida uma quantidade fixa de pontos que podem ser aumentados através do incremento dos níveis da cidade ou então construindo mais estruturas. Estes pontos servem para comprar recursos, como estruturas, e para criar unidades. Apanhar recursos, como peixe ou comida, dentro da cidade aumenta a sua população.

Na zona inferior do ecrã existe uma barra que vai enchendo consoante a população cresce. Quando esta chegar a um determinado nível fará com que a cidade aumente de nível, tornando-a maior e permitindo o acesso a bónus. Entretanto é utilizar os recursos de forma a fazer a cidade crescer não descurando a sua defesa ou mesmo a conquista de outras tribos vizinhas. Outra forma importante de utilizar os recursos é aprendendo novas tecnologias que permitirão o acesso a novas estruturas e unidades.

Existem quatro tribos das quais se terá que escolher com qual se pretende jogar. É possível pagar cerca de 1€ para se ter acesso a seis tribos adicionais. Cada uma tem um aspeto físico próprio e começa com um determinado nível de tecnologia. Embora isto possa parecer importante não é, pois em poucas jogadas todas as tribos estarão mais ou menos equiparadas, embora seja sempre interessante jogar utilizando diferentes tribos e assim ter distintas experiências de jogo.

O jogo contém dois modos. O modo Perfeição dura apenas 30 turnos e tem como objetivo conseguir obter a maior pontuação possível. Sendo um modo limitado tudo acontece rapidamente. Não existe tempo para explorar nem consolidar as unidades, sendo preciso muita atenção às outras tribos que poderão atacar. No modo Domínio não existe nenhum limite de turnos e o jogo apenas acaba quando só existir uma tribo. Existe mais tempo para preparar e pensar nas melhores estratégias, no entanto, é preciso ter em conta que as outras tribos também têm tempo para preparar os seus exércitos.

The Battle of Polytopia é gratuito para download e está disponível para equipamentos Android e iOS.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.