A KiddZtube apresenta-se como um substituto do YouTube para crianças com menos de 7 anos, apostando em vídeos apropriados para a idade, desde música a desenhos animados. O objetivo vai mais além e passa igualmente pela aposta na oferta de uma experiência interativa e educativa.

São neste momento mais de 1.000 vídeos escolhidos “a dedo” de canais de YouTube por um grupo professores que trabalham conjuntamente com uma equipa de seis pessoas da MagikBee. São, normalmente, vídeos populares entre os mais novos, mas também com potencial para serem explorados com perguntas customizadas, de acordo com os conteúdos em causa.

“Os vídeos são escolhidos um a um e de seguida são construídas questões que trabalham áreas linguísticas, matemática, identificação de emoções, cores, atividades, etc”, explicou Hugo Ribeiro, da MagikBee, ao TEK. “As perguntas estão sempre contextualizados no vídeo que estão a ver para que o processo de visualização das crianças seja mais ativo e não passivo”.

 

Cabe aos pais personalizarem toda a experiência dos seus filhos, podendo ativar ou desativar categorias e até ativar ou desativar os quizzes. “Se a criança ainda não estiver por exemplo familiarizada com a formação de palavras, o pai poderá apenas desligar esse tipo de quizzes”.

A MagicBee garante que os pais têm total controlo sobre o que o filho vê, o tempo que vê e ainda têm estatísticas sobre quais são as áreas de desenvolvimento em que a criança é melhor e aquelas que precisam de ser reforçadas.

A app está só disponível em inglês, “mas é também uma boa forma das crianças portuguesas aprenderem a falar e a ficar familiarizadas com o inglês desde pequeninas, dado que o inglês faz parte dos planos curriculares cada vez mais cedo”, justifica. A intenção é trabalhar diferentes áreas de aprendizagem como: spelling, counting, emotions, colors, activities e directions.

A KiddZtube tem duas versões disponíveis: a versão KiddZtube Lite, que permite experimentar a aplicação, e a versão premium, que custa €5,99 e que abrange os tais mais de 1.000 vídeos, 7.000 quizzes e permite controlar toda a experiência da criança com acesso a um dashboard detalhado. Por enquanto só está disponível para  iOS, mas está prevista uma versão para Android.

Uma startup para “pequenos” a crescer

A app kiddZtube é a mais recente aposta da MagikBee, mas a startup de Braga já soma outras “apostas” internacionais no seu portfólio.

Hugo Ribeiro explica que o negócio está dividido em duas grandes áreas: os smart educational toys, em que o objetivo é criar uma experiência de realidade aumentada, e esta área de active video learning.

“Somos uma startup edtech com a missão de reinventar a forma como as crianças usam as tecnologias tornando-as mais seguras, educativas, mas mantendo toda a componente de divertimento que as crianças procuram”.

A empresa está neste momento a desenvolver mais jogos para o seu primeiro produto, o Magik Play, e tem também um projeto em desenvolvimento com livros, o Magik Book, que pretende alargar os conteúdos de livros tradicionais aos dispositivos móveis, como tablets ou smartphones, criando experiências muito mais ricas com inclusão de vídeos, música e animações.

A evolução positiva do negócio é encarada com muito agrado. “Estamos muito satisfeitos. O Magik Play está a vender para todo o mundo (…) e também em Portugal, na Fnac, e temos planos para continuar a nossa expansão construindo um ecossistema de produtos educativos inovadores com a missão de se tornarem verdadeiras mais-valias para as crianças, pais e educadores”, refere Hugo Ribeiro. “Temos também alguns projetos mais laterais e que visam explorar as nossas tecnologias únicas noutras áreas onde acrescentem valor”, acrescentou.