A Uber vai deixar de operar em Hamburgo, Frankfurt e Dusseldorf por falta de condutores. Em causa está uma decisão da justiça alemã que obriga os condutores que usam o serviço a ter uma licença semelhante à dos taxistas. Esta licença específica envolve mais custos de investimento, o que para muitos condutores acaba por ser um ‘balde de água fria’ e provoca o afastamento relativamente à Uber.

“Para muitos parceiros da Uber o processo de registar uma empresa independente de aluguer de carros mostrou-se muito dispendiosa em tempo e dinheiro”, disse um porta-voz da Uber à agência Reuters.

A Uber promete agora intensificar as conversações com as autoridades alemãs tendo em vista um entendimento relativamente às regras que são necessárias cumprir. A gigante norte-americana vai por agora operar apenas em Munique e Berlim.

Recorda-se que a empresa em Portugal tem planos de expansão para o Algarve, apesar de ser constantemente criticada e pressionada pelos taxistas portugueses. A Uber está neste momento sob uma providência cautelar que proíbe a empresa de operar em Portugal, mas os serviços da tecnológica continuam disponíveis tanto para condutores como para passageiros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.