As molduras, ou os chamados “bezels” foram substituídos pela moda do notch, sistemas que procuraram minimizar a presença da câmara fotográfica no ecrã, para se obter mais área útil de imagem. A tendência poderá ser outra se as propostas da Samsung e da Huawei pegarem.

Ainda a tempo do natal, a Huawei fez um teasing de um modelo de smartphone que mostra um orifício redondo cortado no ecrã, posicionado no canto superior esquerdo, como revela a mensagem do Twitter do utilizador Ice Universe e avistado na rede social chinesa Weibo.

E a Samsung tem um Galaxy A8s com uma estética semelhante previsto para dezembro ou início de 2019. A fabricante sul-coreana chama-lhe ecrã Infinity-O, em alusão ao orifício para esta solução sem notch.

Isto significa que o vidro do ecrã é cortado em forma circular para acomodar a câmara, numa solução que liberta ainda mais a área das imagens. Tendo em conta os novos sistemas de reconhecimento biométrico de impressões digitais diretamente no ecrã, a parte frontal dos smartphones tende a ser o mais minimalista possível. Como aliás, apontavam os rumores (para já não concretizados) de um modelo Lenovo com ecrã infinito e sem notch.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.