Não demorou muito para que os hackers conseguissem enganar o sistema de sensores biométricos oculares do S8. É que apenas um mês depois do equipamento chegar às lojas, já há relatos da falibilidade da tecnologia.

Leitores de impressões digitais podem ser enganados com meras fotografias dos dedos
Leitores de impressões digitais podem ser enganados com meras fotografias dos dedos
Ver artigo
Leitores de impressões digitais podem ser enganados com meras fotografias dos dedos
Leitores de impressões digitais podem ser enganados com meras fotografias dos dedos
Ver artigo

O primeiro chega-nos do Chaos Computer Club, um grupo de hackers europeus que publicou esta segunda-feira uma espécie de guião sobre como enganar o software de reconhecimento de íris. E as ferramentas necessárias para o efeito estão ao alcance do utilizador comum: uma câmara, uma impressora a laser, uma lente de contacto, um Galaxy S8 e, claro, o proprietário do telemóvel.

Num vídeo publicado no seu próprio site, o grupo mostra como proceder.

Ao que aparenta, basta capturar uma imagem da face do proprietário do telefone, com uma máquina que disponha de sensor de infravermelhos, imprimir a fotografia numa impressora a laser, colocar uma lente de contacto sobre a íris exibida na imagem e, se o utilizador tiver a sua íris registada, o resultado deste exercício de bricolage deverá bastar para ludibriar o sensor.

Os sistemas de autenticação biométrica transformaram-se numa característica padrão para os smartphones de quase todos os segmentos, mas há várias provas de que não representam um grande obstáculo para os hackers mais astutos. A diferença, nestes casos, é que a invasão do sistema requer uma manipulação física do equipamento, ao contrário do que acontece com uma password tradicional.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.