Chegou hoje às lojas, a nível global, o novo Honor 50, depois de um lançamento no mercado chinês em junho. Havia algumas dúvidas acerca da Honor partilhar o mesmo destino que a sua “ex-irmã” Huawei depois da separação das empresas, no que diz respeito ao embargo imposto pelos Estados Unidos. Mas desde cedo a fabricante garantiu que os seus equipamentos seriam equipados com o Google Services e as mais recentes atualizações de Android, assim como processadores da Qualcomm.

O Honor 50 é assim o primeiro smartphone, como empresa independente, lançado no ocidente e a nível global. Segundo o CEO da empresa, George Zhao, a Honor detém atualmente 16,2% do mercado chinês, ganhando agora fôlego para procurar o mesmo sucesso a nível global. A empresa espera combinar o legado da integração estética com tecnologia através do Honor 50, destacando a sua câmara, design e performance do equipamento.

O smartphone direciona-se a um público que faz vlogs, os que partilham os momentos do seu dia nas redes sociais. Isso deve-se à sua câmara frontal de 32 MP, com um ângulo de visão de 90º, seja para captar fotos ou gravar vídeos. Mas a traseira do smartphone não se fica por menos: uma câmara principal de 108 MP, acompanhado de três lentes, uma ultra grande angular de 8 MP, uma macro de 2 MP e um sensor de profundidade de 2 MP. A empresa diz que o conjunto garante fotos de qualidade em todos os cenários, sejam eles em locais muito iluminados ou durante a noite.

Veja na galeria imagens do Honor 50:

No que diz respeito à produção de vídeos, os utilizadores podem mudar entre seis modos de gravação que envolvem a mudança entre as suas câmaras, incluindo o uso da frontal e traseira em simultâneo. Uma opção que ainda recentemente assistimos no Huawei Nova 9. Coincidência? Nas suas finalizações, os utilizadores podem aplicar filtros no modo beleza, gravar imagens diretamente dos vídeos, assim como compor a sua story em vídeo para as redes sociais, usando para isso a ajuda de diferentes templates. A marca diz ainda que os utilizadores podem usar os seus auriculares ligados via Bluetooth como microfones sem fios para melhorar o áudio das suas intervenções.

O Honor 50 tem um ecrã OLED com curvatura de 6,57 polegadas, com suporte a resoluções de 2340x1080. O ecrã oferece uma gama de cores compatível 100% DCI-P3. Tem uma taxa de refrescamento de 120 Hz e um touch sample de 300 Hz, para oferecer melhor performance, reduzindo o input lag nos jogos. O sistema inteligente muda automaticamente a taxa de refrescamento mediante o tipo de conteúdo que está a ser usado para otimizar a autonomia do equipamento.

A Honor vai revelar o seu novo smartphone Honor 50 no dia 16 de junho na China
A Honor vai revelar o seu novo smartphone Honor 50 no dia 16 de junho na China
Ver artigo

No interior conte com uma bateria de 4.300 mAh, suportado por carregamento rápido de 66 W, através da tecnologia Honor SuperCharge. A fabricante promete 70% de bateria em 20 minutos de carregamento. O smartphone é alimentado pelo processador Snapdragon 778G 5G da Qualcomm, que a marca diz ser um upgrade de 45% de performance relativo à geração anterior. O equipamento tem um sistema de aceleração gráfica durante os jogos chamado GPU Turbo X.

O equipamento chega às lojas em diferentes cores, como o Frost Crystal (branco), Emerald Green (verde) e o Midnight Black (preto). A versão de 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento interno custa 529 euros, mas o modelo de 8/256 GB tem um preço de 599 euros. Há uma versão Lite em Deep Sea Blue (azul), Space Silver (prateado) e Midnight Black (preto) por 299 euros na sua versão 6/128 GB de RAM.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.