Quando o interior do iPhone 14 foi “inspecionado” pelos técnicos de reparações da iFixit, foi considerado fácil de reparar pela especialista, deixando um elogio à Apple pela direção certa na substituição de componentes. Mas tudo muda com o mesmo teste à versão Pro do smartphone. No seu mais recente teste à facilidade de reparações do iPhone 14 Pro e Pro Max, a especialista salienta que a sua arquitetura interior mantém a dificuldade elevada registada nos anteriores modelos de smartphones da empresa da maçã.

A primeira dificuldade continua a ser a própria abertura do equipamento, sendo necessário ultrapassar os adesivos complexos. Ainda assim, quando comparado com os anteriores modelos, a iFixit deixa a nota que foi agora foi mais fácil. O processo utilizado para o abrir foi o mesmo do anterior iPhone 13 e qualquer outro modelo dos últimos cinco anos. Ou seja, todas as inovações e facilidades no modelo standard foram ignorados no iPhone 14 Pro.

Veja na galeria imagens da abertura do iPhone 14 Pro pela iFixit

A reparação da traseira de vidro do iPhone 14 Pro é muito difícil de fazer, refletindo-se no preço de 549 dólares que a Apple cobra para reparar este componente.

Depois de aberto, a equipa notou que na versão americana do smartphone havia um espaço vazio, ocupado por um pequeno plástico. Este é ocupado, na versão europeia, pelo módulo de leitor de cartões SIM. De recordar que o iPhone 14 nos Estados Unidos suporta apenas SIMs virtuais, descartando os cartões.

O iPhone 14 é fácil de consertar? Novo smartphone da Apple ganha boa nota na reparação
O iPhone 14 é fácil de consertar? Novo smartphone da Apple ganha boa nota na reparação
Ver artigo

A iFixit sugere que no futuro esse espaço poderia ser preenchido por um leitor de cartões MicroSD, que poderá ser interessante para os utilizadores expandirem a memória interna para registar os conteúdos de vídeo 8K. E isso considerando que os cartões MicroSD de 1 GB estão cada vez mais baratos.

Apesar da reparação geral do iPhone 14 Pro ser mais difícil que a sua versão standard, a especialista apenas diminuiu um ponto na pontuação final. Ou seja, recebeu 6 em 10, deixando, no entanto, a extrema recomendação aos utilizadores que utilizem uma capa protetora da traseira do smartphone. Dessa forma, a iFixit decidiu manter a mesma pontuação que atribuiu ao iPhone 13 Pro. Pode ler o teste completo ao equipamento.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.