A maioria tem telemóvel desde os 10 anos e faz um uso intensivo do mesmo. Cada vez menos para o tradicional “telefonar” e enviar SMS e cada vez mais para navegar na internet e trocar mensagens através de aplicações do género WhatsApp.

O perfil é traçado num estudo realizado por uma equipa de investigadores do INOV-INESC, entre 2010 e 2016, a jovens entre os 15 e os 18 anos, em estabelecimentos de ensino de secundário de todo o país.

Um em cada quatro jovens portugueses usa a Internet todos os dias para estudar
Um em cada quatro jovens portugueses usa a Internet todos os dias para estudar
Ver artigo

Segundo as conclusões, os jovens portugueses aumentaram a utilização da internet no telemóvel, sendo que neste último ano letivo mais de 48% dos inquiridos indicaram ser este o principal serviço usado, nomeadamente para acesso a redes sociais. Mais de 87% têm um tarifário que inclui pacote de dados.

A maioria tem telemóvel desde os 10 anos, idade com que tipicamente se ingressa no 2º ciclo do ensino básico e apenas 0,4% indicou não usar telemóvel. Mais de 15% têm mais do que um equipamento.

Os dados do Instituto Superior Técnico apontam ainda que os jovens fazem um uso intensivo do telemóvel para a troca de mensagens, mas o envio de SMS tem decaído em detrimento dos serviços de messaging. Se em 2000 eram enviadas uma média de 100 SMS por dia, hoje o valor baixou para 75, ajudado pela subscrição de tarifários com pacotes de dados incluídos, que convida à utilização de aplicações como o WhatsApp ou o Messenger.

25% dos jovens portugueses passam mais de 6 horas online e revelam sintomas de vício
25% dos jovens portugueses passam mais de 6 horas online e revelam sintomas de vício
Ver artigo

Conclui-se ainda que as raparigas fazem menos chamadas mas 20% mais longas em duração, enquanto os rapazes telefonam mais vezes por períodos mais curtos e enviam mais mensagens escritas (via SMS).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.