Anualmente a Samsung reúne parceiros de desenvolvimento de software e soluções para os seus equipamentos, apresentados no Samsung Developers Conference, que este ano tem lugar no Centro de Convenções de São José, nos Estados Unidos. Este ano estavam prometidas revelações sobre novos dispositivos, serviços e software, incluindo atualizações ao sistema inteligente Bixby, a soluções de SmartThings, televisões inteligentes e outros, e a empresa não faltou ao prometido.

DJ Koh, presidente e CEO da divisão mobile da Samsung deu início ao evento, destacando o 50º aniversário da empresa e sublinhando a evolução das máquinas de lavar roupa, televisões e smartphones ao longo dos anos. Mas refere que o sucesso da empresa se deve ao trabalho de todos os produtores e programadores que contribuíram com soluções em torno da tecnologia da fabricante. “Juntos inspiramos mil milhões de pessoas, através da conexão de dispositivos fabricados pela Samsung”, salienta. Mas para o CEO da empresa, tudo isto foi apenas o início, tendo os olhos postos no futuro, o tema desta keynote.

“É hora de pensar na próxima geração de experiências conectadas, que inclui o 5G, blockchain e IoT, e a Samsung pretende contribuir para esse progresso tecnológico”. Apenas será possível através da colaboração aberta, que é isso que trouxe a plateia de convidados para o evento. Destaca ainda a parceria da Samsung e IBM para o desenvolvimento de soluções em cloud, mas não deixa de lado a parceria com a Microsoft, com a Intel, e outras gigantes tecnológicas que têm ajudado a empresa a alcançar os seus produtos.

A pergunta que deixa no ar é como irá resolver os problemas da humanidade, relacionadas com a tecnologia, e para isso pretende formar os alunos para o “futuro de amanhã”. O CEO da empresa refere a facilidade que é produzir soluções para a Bixby, OneUi e Knox, sistemas da empresa que passam pela IA, interface e segurança. “É por isto que a plataforma Galaxy é o melhor lugar para se construir a tecnologia para o melhor futuro”.

Bixby mais inteligente

Eui-Suk Chung, mobile communications business da empresa destaca a Bixby como uma plataforma de IA escalável a diversos dispositivos conectados, onde foram adicionadas mais cinco línguas, passando para oito suportadas (infelizmente a portuguesa ainda não está incluída). Mas promete que a tecnologia ainda está no início e pretende expandir no futuro, tornando-a sobretudo mais acessível aos produtores, com ferramentas disponibilizadas para serem criadas mais recursos em torno da Bixby. Refere ainda o Bixby Developer Studio para apoiar os produtores, falando também da loja de apps, a Bixby Marketplace, apenas disponível na Coreia do Sul e Estados Unidos da América.

O executivo da Samsung destaca como a Bixby já pode ser utilizado nas tarefas do dia a dia, desde o acordar como despertador, até ao deitar, ajudando a organizar a agenda. Promete novidades e novas oportunidades de ligar televisões, ar condicionados e aspiradores numa única plataforma. “Com a vossa ajuda vamos construir um verdadeiro futuro conectado”.

Larry Heck CEO da Viv Labs apresentou os templates para a Bixby, de forma a ajudar os produtores a construírem as suas soluções sem começarem do zero, através da criação de “cápsulas”, que depois gera um botão, e fica pronto para ser editado, de forma rápida, destaca. Deu o exemplo da criação de uma base de dados de jogos de basquetebol, com a Bixby a gerar o código necessário para a aplicação. A partir de hoje o estúdio da Bixby passa a suportar qualquer aparelho baseado na IA da Samsung, contribuindo com cápsulas. E como foi demonstrado no evento, com uma televisão inteligente, a interface adapta-se automaticamente a qualquer dispositivo. Larry Heck apresentou o website BixbyDevJam.com que é o novo programa de angariação de projetos, com prémios para as melhores soluções.

SmarThings para casas "funcionais"

Para falar na conectividade dos dispositivos SmartThings, Jaeyeon Jung, Service Security Technologies da Samsung refere que a colaboração aberta é a chave para criar o que vem a seguir. A visualização de vídeo de segurança das casas é mais fácil de verificar, através do SmartThings, propondo o SmartThings Vision, que promete maior segurança e privacidade ao não filmar as pessoas, mas sim as suas silhuetas. O ar condicionado e a iluminação são também alvo de novidades saídas do espaço de desenvolvimento, sobretudo a convergência das clouds.

A Samsung está igualmente preocupada com a segurança relacionada com o 5G, refere Terry Halvorsen, CIO e EVP da comunicação mobile da empresa. E para ser bem-sucedido, o ciclo de vida do sistema tem de partir desde o início, listando os requisitos, mesmo antes da fase de design, produção e entrega. E para tal, o sistema Knox promete ser a defesa eficaz para o seu ecossistema, através de proteção em tempo real, salienta a engenheira Seungyun Lee. A empresa apresentou a plataforma SDK para blockchain, para ajudar os criadores a criarem soluções de segurança para ligar com dados encriptados.

Samsung anuncia três novos portáteis da gama Galaxy Book
Samsung anuncia três novos portáteis da gama Galaxy Book
Ver artigo

Novos desafios para os televisores

Sang Kim, responsável pelo negócio das Smart TVs, destaca que os utilizadores estão a consumir cada vez mais conteúdos em streaming, nas diferentes plataformas, como o Netflix e HBO. Ainda assim refere que 44% das pessoas alternam entre os serviços e a televisão linear, por isso revela a plataforma Tizen, uma espécie de hub com todas as apps de subscrição no mesmo local.

A empresa refere que existem 100 milhões de televisões que já suportam o sistema Tizen. A Samsung TV+ Plus, um serviço gratuito através de app, suportado por publicidade, que reúne conteúdos, sem a necessidade de cartão de crédito, bastando uma ligação à internet para assistir televisão gratuitamente.

“Mas os serviços são apenas metade da experiência, pois a qualidade de imagem tem de estar à altura do conteúdo”, refere o executivo, apresentando a nova tecnologia de upscaling, utilizando inteligência artificial para 8K, não interessando a resolução nativa. Talvez o mais interessante é que o resultado da conversão não é transmitido na ligação, ou seja, não consome dados, recorrendo a técnicas processadas no próprio dispositivo.

Mundo Galaxy com nova interface

Sally Hyesoon Jeong, responsável pela infraestrutura de R&D da Samsung apresentou os planos para a interface dos seus smartphones, o One UI, incluindo a introdução do Dark Mode. Apresentou hoje a segunda geração da sua interface, o One UI 2, que oferece uma maior organização da informação, menus mais arrumados, maiores contrastes e reconhecimento de iluminação, ajustando-se ao ambiente.

O One Ui 2 é compatível com todos os dispositivos da Samsung, incluindo smartwatches e o novo Galaxy Fold. Um dos objetivos é melhorar a experiência de utilização, como por exemplo, diminuir as notificações quando se está a assistir um vídeo ou a jogar um jogo, tornando-as menos intrusivas e perturbadoras . A interface inclui ainda controlos para SmartThings, como o controlo da iluminação da casa, por exemplo. O seu teclado foi revisto, para tornar a comunicação mais fluída.

Por fim, Hassan Anjum, diretor de marketing da Samsung destaca algumas novas funcionalidades de conectividade que vão chegar no início do próximo ano, em parceria com a Microsoft. Por exemplo, a sincronização automática entre as fotografias da galeria dos smartphone diretamente para a OneDrive. O Galaxy Watch vai receber também o Outlook, para ver os emails diretamente do relógio. Por fim, será possível fazer chamadas diretamente do PC.

A Samsung terminou a sua apresentação com a revelação de três novos computadores da família Galaxy Book: S, Ion e Flex, de que falamos noutra notícia.

Nota da redação: a notícia foi atualizada com mais informação

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.