O destaque vai mesmo para as características do vídeo, como assumiu Nils Stockdale, senior solutions manager da Oppo, durante a apresentação que está a decorrer online. São três novos telefones, com várias opções de tecnologia e preços, a chegar a Portugal entre outubro e novembro com preços a partir de 399 euros.

O Oppo Reno4 Pro é o topo de gama e é aqui que se concentram as principais inovações, especialmente no design, que a Oppo garante ser "o mais fino smartphone 5G no mercado" com 7,6 mm de espessura e peso de 172 gr, e na fotografia e vídeo. O Ultra Night Video e Ultra Steady Video 3.0, são as apostas para garantir mais luz nas imagens captadas durante a noite. Mas há novidades também na estabilização da imagem, quer nas câmaras traseiras quer na câmara frontal, que pela primeira vez tem Ultra Steady mode.

Mais "abertura" para fotografia e vídeo

O sistema de câmaras principal do OPPO Reno4 Pro é um arranjo de 3+1, com câmara principal de alta definição de 48 MP, uma lente ultra grande angular de 12 MP, uma teleobjetiva de 13 MP e uma lente de focagem automática a laser (LDAF). A câmara principal é um sensor Sony IMX586 com OIE e a lente de vídeo ultra grande angular tem um sensor Sony IMX708 com um campo de visão super amplo de 120°.

OPPO Reno4 Series 5G 

Para ajudar a edição do vídeo a aplicação Soloop apresenta 10 filtros de filme para uma qualidade cinematográfica, e tem um gerador de vídeo inteligente, que pode identificar os pontos altos das sequências e editá-las automaticamente.

O Oppo Reno 4 partilha algumas das características de vídeo e fotografia do modelo Pro mas tem especificações mais modestas, como seria de esperar. Tem menos memória RAM e armazenamento, mas por dentro de ambos os modelos está um processador Qualcomm Snapdragon 765G.

Uma das principais diferenças está no ecrã. O OPPO Reno4 Pro tem um ecrã 3D curvo AMOLED de 6,5 polegadas que suporta uma taxa de atualização de 90 Hz e uma taxa de amostragem de 180 Hz, enquanto o modelo "normal" Reno4 5G tem um ecrã de 6,4 polegadas FHD.

Bateria carregada em 36 minutos

O carregamento rápido da bateria tem sido uma das bandeiras da Oppo e nestes novos modelos a marca integra a tecnologia SuperVOOC 2.0 de 65W, permitindo que o Reno4 Pro seja totalmente carregado em cerca de 36 minutos. O tempo de carregamento total foi reduzido em quase metade em comparação com a tecnologia de carregamento anterior de 30W.

Oppo Reno4 Series 5G

Nils Stockdale sublinhou a diferença e a importância que isso tem para quem usa os smartphones durante o dia inteiro, sobretudo para filmar. A bateria de 4000 mAh beneficia ainda de um modo Smart Power Saver e um algoritmo de optimização de consumo de energia enquanto se filmam vídeos.

Um modelo mais acessível com o Oppo Reno4 Z

Para além dos dois modelos Pro e "normal" a Oppo lançou também uma versão mais acessível, mas com 5G. É o primeiro smartphone da marca a trazer para a Europa o processador MediaTek Dimensity 800.

O ecrã de 6,57 polegadas suporta 12oHz e o smartphone vem com 8GB de RAM e 128 GB de armazenamento, uma bateria de 4000mAh e carregamento rápido de 18W, posicionando-se numa gama de preço mais baixa, a começar nos 399 euros.

O Oppo Reno 4 fica na fasquia logo acima, com um preço de 599 euros, e a versão Pro, com 12 GB de RAM e 256 GB de armazenamento chega perto dos 800 euros. Ambos os modelos estão disponíveis em cores Galactic Blue e Space Black mas há uma edição especial do Reno4 Pro em Green Glitter, aprovado exclusivamente pela Pantone e com expansão a toda a linha de acessórios e uma embalagem especial, mas que vai ser disponibilizada em números limitados.

Oppo Reno4 Series 5G

A Oppo anunciou também o primeiro Oppo Watch na Europa, que o SAPO TEK já teve oportunidade de ver. O preço será de 399 euros.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada com mais informação. Última atualização 10h48

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.