À medida que a concorrência aumenta na indústria dos smartphones, as tecnológicas tendem a gastar mais em marketing para suplantarem os adversários no mercado. De acordo com a Yonhap News Agency, a LG e a Samsung protagonizaram, em 2016, dois dos maiores investimentos do sector com cerca de 12 mil milhões de dólares alocados para operações de marketing, mas não só para se destacarem das demais empresas, como também para compensar alguns erros.

Só pela Samsung foram gastos 10 mil milhões de dólares (cerca de 9,380 mil milhões de euros) na comunicação da marca e dos seus produtos. Deste valor, 40% foi investido diretamente em campanhas de publicidade. Um orçamento que, face a 2015, representa um aumento de 15%.

A LG foi mais contida mas, em percentagem, conduziu um aumento maior no investimento em marketing. Com um fracasso de vendas recente no reportório (LG G5) a empresa também se viu obrigada a manter-se à tona do panorama mediático. Para isso, a tecnológica sul-coreana investiu cerca de mil milhões de dólares em publicidade, mais 21,4% do que em 2015.

O investimento da Samsung também se justifica com os problemas gerados pelo Galaxy Note 7. A reputação da empresa foi bastante afetada pelos vários casos de explosões que o smartphone protagonizou e a revitalização da sua imagem passou sobretudo por ações de marketing que consistiram, por exemplo, na produção de vídeos onde era explicado o que tinha corrido mal com a produção destes equipamentos. Para compensar as vendas perdidas com a retirada do Note 7 do mercado, a tecnológica criou também outras campanhas de promoção para os smartphones que tinha disponíveis.

De acordo com o mesmo relatório Yonhap News Agency ambas as empresas vão voltar a aumentar o orçamento para marketing em 2017.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.