A Samsung continua a explorar as capacidades de armazenamento dos dispositivos móveis e revelou a produção em série daquele que a empresa alega como o primeiro eUFS (embedded Universal Flash Storage) a ultrapassar a barreira de um terabyte (TB) para ser utilizada na próxima geração de dispositivos móveis. A empresa liderada por Moon Jae-in havia anunciado em agosto passado um investimento “gigantesco” na inovação, e nos alicerces para o aumento de produção de tecnologia. Só na unidade de produção de chips de memória, a Samsung terá investido cerca de 139 mil milhões de euros em infraestruturas.

A empresa acredita que a oferta de smartphones com 1 TB de armazenamento vai aproximar a experiência dos dispositivos de nova geração aos típicos computadores portáteis. E a Samsung assume o compromisso de oferecer o stock necessário de memórias aos fabricantes dos próximos dispositivos topo de gama, de forma a acelerar o crescimento global do mercado mobile.

As novas memórias de 1 TB, baseado na tecnologia eUFS serão disponibilizadas no mesmo tamanho das anteriores versões de 512 GB. A duplicação da memória foi conseguida ao combinar 16 camadas empilhadas da memória flash V-NAND, combinado com um novo controlador desenvolvido pela gigante tecnológica.

Na prática, ao utilizar as memórias de 1 TB, os smartphones podem armazenar 260 vídeos gravados em 4K UHD, com duração média de 10 minutos. Atualmente, os dispositivos de topo com 64 GB conseguem guardar cerca de 13 vídeos equivalentes.

Mas ainda mais importante que a capacidade de armazenamento, a Samsung refere que a nova tecnologia dá um salto no que diz respeito a velocidade. É referido que a taxa de transferência ronda os 1.000 megabytes por segundo, ou seja, um vídeo de alta resolução com 5 GB será transferido na memória em cinco segundos, ou seja, 10 vezes mais rápido que os sistemas atuais oferecidos por cartões microSD.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.