O Samsung Galaxy Fold, o primeiro smartphone dobrável da marca coreana, continua a gerar polémica: as pré-encomendas do dispositivo vão ser canceladas automaticamente se a empresa não enviar o telemóvel até ao final do mês.

"Se não recebermos notícias suas e não tivermos enviado até 31 de maio, o seu pedido será cancelado automaticamente", diz um e-mail que a Samsung enviou aos clientes que efetuaram a pré-encomenda do Galaxy Fold, por um preço a rondar os 2 mil euros.

A Samsung confirmou o e-mail, indicando o cumprimento dos regulamentos federais americanos como o motivo do seu envio. A empresa acrescenta que deste modo “é dada aos clientes a opção de manter a encomenda para além da data ou cancelá-la a qualquer momento”. Em comunicado, a Samsung refere ainda "continua a fazer progressos na melhoria do Galaxy Fold". No entanto "uma nova data de lançamento ainda não foi anunciada".

O lançamento do dispositivo estava inicialmente previsto para o final de abril, mas quando várias unidades de teste disponibilizadas a jornalistas se partiram com facilidade a gigante coreana decidiu adiar a data por tempo indeterminado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.