Adquirir aplicações e jogos na App Store para oferecer a terceiros sempre foi possível. O que não se podia fazer era comprar micro-transações dessas mesmas aplicações para oferta. Provavelmente nunca fez sentido, mas com o estrondoso sucesso de certos títulos, como Fortnite ou Playeruknown’s Battleground talvez se justifique.

É que dentro dos próprios jogos existe todo um mercado de itens virtuais que são cobiçados pelos fãs, e para os obter é necessário comprá-los com dinheiro real, a principal fonte de receita para as produtoras de jogos “free to play”. O sucesso de Fortnite tem aberto novas possibilidades de negócio e a Apple decidiu agora alterar as regras da App Store de forma a permitir a compra de itens dentro do jogo (ou de outras aplicações) para oferecer a terceiros, segundo o The Verge.

As receitas das microtransações são enormes, lembrando que Fortnite é o jogo mais lucrativo da história da App Store, tendo faturado só na sua versão iOS qualquer coisa como 300 milhões de dólares em apenas 200 dias, batendo Clash Royale, que no mesmo período havia amealhado “apenas” 228 milhões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.