Durante a pré-conferência da Microsoft na E3, foram mostrados alguns títulos independentes e um deles chamava-se 12 Minutes. Com o selo da editora Annapurna Interactive, talvez os menos atentos não perceberam que o jogo tem cunho português, e está em produção por Luís António. O jogo foi a escolha do júri do Game Critics Awards para melhor jogo independente.

O produtor independente, que se encontra em São Francisco, está a trabalhar no projeto há mais de seis anos nas suas horas vagas, tendo passado pela Rockstar e Ubisoft. A sua participação mais recente foi em The Witness (PC, PS4) do reputado Jonhathan Blow, onde assumiu o papel de diretor de arte.

O conceito de 12 Minutes, que vai ser lançado no PC e Xbox One, é semelhante ao filme O Dia da Marmota (Groundhog Day), com Bill Murray, em que a personagem fica presa num círculo do tempo, repetindo as mesmas ações num ciclo diário. Neste caso, o jogo é uma aventura típica de point & click, com um tom de suspense através de uma câmara de visão aérea e em tempo real. E a história está repleta de mistério, segundo a sinopse oficial: “O que deveria ser uma noite romântica com sua esposa se transforma num pesadelo quando um detetive da polícia invade sua casa, acusa sua esposa de assassinato e espanca-o até a morte...”

Toda a ação decorre num looping de 12 minutos, onde a personagem do jogador está destinada a reviver o mesmo horror repetidas vezes, a menos que encontre maneira de usar o conhecimento das sequências e as altere para terminar esse looping…

Relativamente a outros prémios, o melhor jogo da E3 foi Final Fantasy VII Remake da Square Enix, que também venceu o galardão para melhor das consolas. O mais original foi The Outer Worlds da Obsidian e a melhor experiência de realidade virtual foi Phantom: Covert Ops. No PC, DOOM Eternal da id Software foi o vencedor, considerado ainda o melhor jogo de ação.

Nos restantes géneros, Watch Dogs Legion venceu na categoria ação/aventura; FF7 Remake nos RPG; Crash Team Racing na condução; Pro Evolution Soccer 2020 no campo do desporto; John Wick Hex na estratégia; Luigi’s Mansion 3 venceu como melhor jogo social e familiar; o remake de Call of Duty: Modern Warfare superou a concorrência na melhor experiência multijogador online; e Destiny 2 continua a ser o melhor jogo de continuação online.

A apresentação do controlador Xbox Elite 2 valeu à Microsoft o prémio para o melhor hardware/periférico.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.