Depois de várias semanas de leaks e rumores, a OnePlus anunciou finalmente o seu novo flagship. O OnePlus 6 apresenta vários melhoramentos face à versão antecessora, sendo que é no display que as transformações mais saltam à vista. Agora com um ecrã OLED de 6,3 polegadas, o equipamento integra um notch superior, muito mais pequeno que o do iPhone X, por exemplo, e que pode ser escondido com um simples truque de software.

Outra das mudanças a assinalar diz respeito ao design. Embora as linhas estéticas do equipamento não estejam substancialmente distantes daquilo que podíamos observar no 5T, a introdução de uma traseira em vidro confere a este smartphone um aspecto mais premium, que nunca antes tinha sido visto num aparelho da marca. Até aqui, a empresa tinha sempre optado por desenvolver os seus telemóveis com uma estrutura una de alumínio. A tendência parece dominar o mercado atualmente, uma vez que o material facilita a utilização de ligações LTE.

Na folha de especificações, destacam-se as opções de 6GB/8GB de RAM e os 64GB/128GB/256GB de armazenamento interno. A câmara traseira conta com duas lentes (16MP + 20MP) e ambas integram um sistema de estabilização ótica e apresentam uma abertura focal de f/1.7 que potencia o registo de retratos com efeito bokeh. A câmara frontal é de 16MP. O processador Snapdragon 845 é semelhante àquele que podemos encontrar no Galaxy S9. A gráfica é uma Adreno 630 e a bateria mantém-se nos 3.300mAh.

Na lateral do smartphone, a OnePlus montou um botão deslizante, que pode ser utilizado para definir o perfil de áudio. Interessa ainda sublinhar que a entrada para auriculares mantém-se e a fabricante afirmou não ter quaisquer planos para a sua remoção.

Em comparação com os flagships mais populares da atualidade, sublinha-se a falta de um sistema de carregamento wireless e uma certificação de resistência à água, embora a marca garanta que o telemóvel é tão resistente quanto a maioria dos topo de gama mais modernos.

Se tem planos para adquirir o novo OnePlus 6, saiba que o equipamento vai chegar ao mercado em duas cores: preto (uma versão com acabamento matte e outra com acabamento brilhante polido) e branco.

Todas as variantes vão estar à venda a partir do próximo dia 22 de maio, no site oficial da OnePlus. O preço base do equipamento é de 519 euros, mas pode ascender até aos 619 euros, dependendo, claro, da configuração. Note que apesar de mais caro do que o OnePlus 5T, cujo preço inicial se situava nos 499 euros, os smartphones da marca mantêm-se muito abaixo da fasquia de preço onde operam marcas como a Samsung, a Apple ou a Google, cujos equipamentos de topo ultrapassam facilmente a barreira dos 1.000 euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.