Para conseguir chegar ao resultado final, os investigadores recalcularam as trajetórias e reprogramaram o robot da Kuka, uma tarefa que habitualmente é demorada e exigente mas que aqui pode ser acelerada graças ao método utilizado.



A equipa envolvida no projeto inspirou-se na forma de aprendizagem dos humanos feita por tentativa e erro e à custa de várias repetições, técnica que aplicada a máquinas é designada por programação por demonstração.



A técnica consiste em guiar de forma manual o robot, mostrando-lhe exemplos possíveis de trajetórias e caminhos para cumprir o objetivo, repetindo a ação diversas vezes. Nestes exercícios foram usados objetivos como uma raquete de ténis, uma bola, uma garrafa vazia ou uma garrafa com água.



Os resultados alcançados até agora pela equipa do Learning Algorithms and Systems Laboratory da Escola Politécnica Federal de Lausanne na Suíça são explicados num vídeo criado pelo laboratório.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.