A Lisboa Games Week 2018 arranca esta quinta-feira e prolonga-se durante o fim-de-semana, prometendo muitas atividades relacionadas com a indústria dos videojogos. Apesar de ocupar apenas dois pavilhões da FIL, existe muito parar ver e experienciar. O SAPO TEK reuniu cinco coisas que não deve perder durante o evento.

Cada vez mais próximo ao que se realiza no estrangeiro, como os congéneres Paris Games Week e Madrid Games Week, o evento tem atraído mais parceiros de ano para ano, mas sobretudo uma aposta massiva das principais fabricantes de consolas e editoras de videojogos. Se nos primeiros anos o evento contava com uma mão-cheia de títulos “batidos” no mercado, este ano sobretudo, há muitas coisas por lançar, oferecendo uma “mini-experiência” do que é visitar uma E3 ou Gamescom.

A PlayStation, a Nintendo e a Xbox vão ter uma presença massiva, por isso, como primeira dica, não deixe de experimentar as demos disponíveis nos respetivos espaços. E se alguns dos títulos disponíveis já chegaram ao mercado ou estão a ser lançados nos próximos dias, como Fallout 76, Pokémon Let’s Go Picachu! e Eevee!, Hitman 2 ou Battlefield 5, outros só chegarão no próximo ano.

No caso da Nintendo poderá meter as mãos no esperado Super Smash Bros. Ultimate, que apenas será lançado em dezembro, mas também pode jogar Dark Souls: Remastered e Diablo III: Eternal Collection para a Switch que já se encontram nas lojas. No espaço da Xbox há que destacar Devil May Cry 5 e Kingdom Hearts 3, títulos sonantes que chegam em 2019, mas que pode experimentar em primeira-mão.

A PlayStation, que todos os anos tenta superar-se no certame, leva este ano na bagagem dezenas de unidades PlayStation 4 com grande parte do seu catálogo lançado ao longo do ano. Mas no que diz respeito a novidades, conte com o repetente Days Gone, o survival de zombies que tem sido constantemente adiado, agora previsto para início de 2019; e Dreams, mais um curioso título da Media Molecule, autores de LittleBigPlanet e Tearway. Terá ainda oportunidade de testar o simulador de aviões de guerra Ace Combat 7 (com suporte a realidade virtual) e o remake de Resident Evil 2. Concrete Genie e Blood & Truth são mais dois títulos exclusivos que poderá testar.

Acredite que estes são apenas alguns dos jogos disponíveis nas consolas, para não falar das diversas experiências em realidade virtual, na PS VR, que a Sony também costuma proporcionar aos seus visitantes, tais como Tetris Effect e Déraciné.

Outro espaço que não pode perder é o Indie X, o festival de jogos independentes que vai decorrer durante o evento. São 55 títulos a disputar o prémio do melhor título indie do Lisboa Games Week, escolhido por um júri. Entre a lista encontram-se também alguns finalistas do PlayStation Talents, evento anual da Sony que também procura talentos para o seu portfólio. Entre a extensa lista, poderá encontrar jogos nacionais e internacionais, que disputam o prémio de cinco mil euros. Há propostas para todos os gostos, desde plataformas, corridas, shooters, aventuras, puzzles, RPG, entre outros mais experimentais. Poderá verificar todas as propostas no site oficial.

Se é amante de eSports, o Lisboa Games Week é igualmente um palco de constantes torneios, profissionais ou amadores, e há um pouco de tudo. A Asus vai disponibilizar 100 máquinas para um épico confronto de Fortnite, trazendo para Portugal pela primeira vez o limite máximo de jogadores localmente. Será ainda no seu palco que vai ser disputada a Final da Master League Portugal de CS: GO.

Também a HP Omen vai ter no seu espaço competições, tais como a Taça de Portugal de Hearthstone e a Taça de Portugal de Rocket League, em eventos qualificadores e finais nos quatro dias do certame. Existem outras iniciativas de competição, mas os fãs de Counter-Strike podem participar num meet & greet no espaço da AOC com KennyS, considerado atleta do ano de eSports em 2015 pelo The Game Awards, durante o dia de domingo, dia 18. Há ainda torneios de FIFA 19, Clash Royale, entre outros títulos competitivos.

Depois de ver as novidades, os jogos independentes, participar em competições, não poderá sair do Lisboa Games Week sem receber um “pacotinho” de nostalgia na Zona Retro. Aqui vai encontrar as consolas mais antigas, os títulos dos primórdios da indústria, desde o Spectrum, Amiga, Mega Drive ou NES, por exemplo. Não faltarão ainda máquinas arcade e de Pinball para relembrar os velhos tempos dos salões de jogos. Certamente que terá um ou outro título para mostrar aos seus filhos, e “ensinar-lhes” que nem tudo é PS4 ou Xbox One…

Por fim, e não estando completamente ligado a videojogos, e sendo o SAPO TEK um portal de tecnologia, não podíamos deixar de recomendar a visita ao Roboparty, que já é uma presença habitual nestes eventos. Entre as atividades, encontra-se a possibilidade de construir um robô compatível com Arduíno e aprender a soldar placas eletrónicas, noções de mecânica e programação. Poderá assistir aos combates e exibições entre robôs, num programa que se espera divertido para quem tenha curiosidade sobre o tema.

Estas foram as cinco recomendações do TEK, mas muitas outras atividades serão igualmente divertidas, desde o Cosplay, as lojas de acessórios e merchandising ligado ao gaming, jogos de tabuleiro, serviços e outras formas divertidas de entretenimento espalhadas pelos recintos ao longo dos quatro dias e claro, a presença dos incontornáveis YouTubers.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.