A maratona de 24 horas arrancou ontem, dia 9 de Maio, num edifício da Novabase onde um andar foi "ajustado" à dinâmica que se antecipava, com espaço para os grupos participantes desenvolverem as suas ideias mas também para as muitas atividades destinadas a manterem todas as pessoas acordadas.

"Ponham de parte as ideias feitas [...] Hoje pode fazer-se tudo" foi o repto deixado no arranque do Gameshifters por Nuno Fórneas, da comissão executiva da Novabase.

O "tudo" é direcionado a ideias ligadas a serviços da administração pública, uma das áreas de enfoque da tecnológica portuguesa, mas não há obrigatoriedade de apresentar código de programação, ou apps, alargando-se o âmbito dos participantes a quem quiser desenvolver processos ou ideias que sejam colocadas em prática posteriormente.

À semelhança de muitos eventos nesta área os jogos desempenham um papel fundamental neste processo, criando espaço para a partilha de ideias entre as equipas. Entre ninjamotherfuckers, matraquilhos, setas e flashmob há espaço para que as equipas conheçam os projetos dos outros participantes e votem nos melhores, atribuindo "bolachas" que são contabilizadas para o prémio do público.

Um júri vai avaliar também os projetos concorrentes e atribuir a sua própria classificação para escolher o vencedor, que recebe 4 mil euros.

Veja abaixo algumas fotos captadas pelo TeK e pela lente de Edgar Coelho da Novabase.

Hoje ao final do dia são conhecidos os projetos vencedores depois de uma apresentação dos 10 mais votados.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.