A Oculus VR, empresa do Facebook, e o projeto Morpheus da Sony são atualmente os dois expoentes máximos da realidade virtual. Os gadgets parecem saídos de um filme de ficção científica, mas os resultados que garantem são já bastante satisfatórios. A Google também decidiu entrar neste segmento por brincadeira e apresentou um “dispositivo” funcional que é feito com cartão.



O Google Cardboard foi distribuído por todos os programadores que marcaram presença no discurso de abertura do Google I/O. Este cartão quando dobrado na ordem correta e quando emparelhado com um smartphone Android, consegue criar um equipamento de realidade virtual.

O cartão distribuído pela Google usa umas lentes especiais que interagem com uma aplicação própria, o Cardboard. Através desta fusão os developers podiam experimentar algumas das aplicações mais populares da tecnológica de Mountain View como se fossem elementos de realidade virtual.



Mas a experiência está acessível para todos. Na página oficial do projeto a Google mostra como é possível construir este equipamento em casa, quais os objetos necessários e tem também o link para a aplicação. A empresa norte-americana revela ainda que quer toda a gente a ter uma experiência de realidade virtual de forma “divertida” e “barata”.



O projeto Cardboard tem outro objetivo: trazer mais programadores para o segmento da realidade virtual, uma área que muitos acreditam ser o próximo grande advento nos videojogos e entretenimento em geral.



Além do Facebook e da Sony, também a Samsung está a preparar uma entrada no segmento da realidade virtual, mas mais focada nos dispositivos móveis.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.