O mercado da tecnologia continua a crescer e a IFA cresce em conjunto com este investimento cada vez mais significativo das empresas, governos e utilizadores individuais. E isso faz com que as empresas sigam o ritmo alucinante de desenvolver novos produtos e serviços de forma cada vez mais rápida, substituindo linhas de equipamentos que foram lançados há poucos meses e garantindo que os novos são sempre “melhores, mais fortes e mais rápidos”, mesmo que nem sempre assim seja.

Este ano a IFA voltou a crescer em espaço, mesmo depois de já ter alargado fisicamente a Messe de Berlim com o City Cube e de ter deslocado a área de eletrónica para um espaço noutra localização de Berlim, o IFA Global Markets na STATION Berlin. E também tem uma nova coqueluche, os carros, que se juntam ao leque cada vez mais diversificado de produtos e serviços que são expostos na feira que tem a ambição de ser a maior do mundo – e está em concorrência permanente com a CES mesmo que seja um tópico latente e pouco comentado.

A exposição que começou com os eletrodomésticos foi evoluindo gradualmente para cobrir também o mercado de computadores pessoais, telemóveis e outros gadgets relacionados à medida que as tecnologias de conetividade inteligente e mobilidade foram invadindo todos os sectores. E agora está tudo ligado, desde as escovas de dentes, os dispositivos para dormir, os fornos e fogões, frigoríficos, aspiradores… A Internet das Coisas, a robótica, os sistemas de comunicação por voz estão presentes em todos os pavilhões e também dominam as conferências e a área da IFA Next, onde têm espaço as startups e ideias mais “fora da caixa”.

Para quem acompanha o mercado das TIC a IFA é sempre o Natal antecipado, com a possibilidade de ver novos produtos e conhecer as tendências, mas também perceber o que vai chegar nos próximos meses às lojas, ou experimentar tecnologias que depois nem chegam a ser comercializadas.

Entre muitos ecrãs de televisores de tamanho e qualidade cada vez mais elevada, e onde o 8K é palavra de ordem, sistemas de som, frigoríficos, máquinas de lavar, pequenos eletrodomésticos para a cozinha, e robots aspiradores, encontram-se outras soluções e produtos, dos computadores aos assistentes inteligentes e telemóveis, embora com muito menos preponderância do que no Mobile World Congress. Mas são estas as "bancas" que atraem mais atenção, a par dos jogos e das experiências de realidade virtual e realidade aumentada.

O SAPO TEK está a acompanhar as principais novidades e já pode conhecer os anúncios da Lenovo, Motorola, LG, Samsung, Sony e Acer, entre outras, mas também está a “explorar” o ambiente da feira, onde há muitos profissionais mas também grupos de jovens, e famílias, sobretudo alemãs, a descobrir o que tem a tecnologia de novo para oferecer. Quase todos têm um smartphone na mão para partilhar experiências nas redes sociais e documentar tudo em fotografias e vídeos. E nós também.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.