Os trabalhos na rocha, para preparação do terreno, deverão diminuir o tamanho da montanha em cerca de 40 centímetros. São o primeiro passo no terreno de um projeto cuja construção se prolongará pela próxima década.



Um dos grandes desafios na construção deste telescópio gigantesco será a montagem do espelho principal, com 39 metros. A estrutura é composta por 798 espelhos mais pequenos, que se articulam.



O deserto de Atacama no Chile foi escolhido pela visibilidade, num projeto que tem por ambição criar uma estrutura capaz de levar a observação do espaço a um novo nível, permitindo uma qualidade de observação superior àquela que hoje é possível.


O Telescópio Europeu de Grandes Dimensões (E-ELT), do Observatório Europeu do Sul, deverá começar a funcionar em 2022.



A explosão que marca o início dos trabalhos de construção aconteceu ontem e foi transmitida em direto. Online está também disponível um vídeo que resume o projeto do E-ELT e mostra os seus objetivos.



Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.