Os astronautas da Crew-3 estão de regresso à Terra e entre eles está o alemão Matthias Maurer, que nos últimos meses partilhou com o “comum dos mortais” alguns momentos do quotidiano a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS).

O astronauta da ESA partiu a 11 de novembro de 2021 para uma estadia programada de seis meses naquela que foi a sua primeira missão, de nome Cosmic Kiss, acompanhado dos “colegas” da NASA Raja Chari, Kayla Barron e Thomas Marshburn.

Levou na bagagem várias tarefas, como ajudar na instalação do braço robótico europeu, desenhado para garantir maior acesso ao exterior do segmento russo, além de mais de 30 experiências científicas em áreas desde a saúde humana à ciência dos materiais, física, observação da Terra, desenvolvimento de tecnologia e muito mais.

No dia 19 de fevereiro a ESA assinalou os 100 dias desde a partida de Matthias Maurer em direção à ISS com um vídeo em jeito de resumo de tudo aquilo que o astronauta fez entretanto.

Antes o atronauta alemão já tinha partilhado vídeos sobre como os treinos físicos ajudam quem “vive” na ISS a manter-se saudável em microgravidade, nomeadamente dando a espreitar a rotina de exercício diário de quem passa pelo laboratório espacial.

Chegou também a fazer um vídeo no local mais cobiçado da ISS, a cúpula coberta com sete janelas panorâmicas que permitem desfrutar de uma vista excecional

Refira-se que a missão Cosmic Kiss começou antes mesmo do lançamento em direção ao Espaço, com a sujeição do astronauta alemão ao escrutínio da ciência, para a retirada de amostras e a realização de testes que serviriam de base para os resultados que seriam apurados em órbita.

Muitas das experiências serão repetidas agora com os astronautas regressados, para comparar resultados, nomeadamente analisar o impacto da microgravidade e entender melhor os efeitos dos voos espaciais de longa duração no corpo humano.

Clique nas imagens para mais detalhes

Algumas das experiências realizadas não são completamente novas, como é o caso da DLR Myotones, levada a cabo na missão Horizons por Alexander Gerst, em 2018, e que consiste na medição as propriedades bioquímicas dos músculos, como tónus muscular, rigidez e elasticidade durante voos espaciais de longo prazo. Desta vez juntou-se a um outro elemento de estudo, denominado EasyMotion, que estimula eletricamente os músculos do utilizador enquanto este se exercita, para otimizar o condicionamento físico no espaço.

Astronauta Matthias Maurer soma 100 dias a bordo da ISS contados num novo vídeo
Astronauta Matthias Maurer soma 100 dias a bordo da ISS contados num novo vídeo
Ver artigo

Matthias Maurer também usou outros wearables a bordo da ISS, como um sensor térmico preso à testa para monitorizar a temperatura principal e o ritmo circadiano, uma faixa para a cabeça que monitorizava as diferentes fases e eficácia do sono, assim como uma máscara de respiração e dois dispositivos colocados no peito para experiências promovidas pelo Centro Aeroespacial Alemão.

Fizeram igualmente parte do conjunto de experiências a cargo do astronauta alemão a monitorização da frequência cardíaca, dos níveis de oxigênio e dióxido de carbono enquanto andava na bicicleta CEVIS da ISS, com o objetivo de melhorar o diagnóstico cardiopulmonar e avaliar melhor o desempenho no espaço sem restringir a mobilidade; uma dieta equilibrada; ou a medição da composição corporal e massa em zero-g usando um conjunto especial de balanças.

Os dados resultantes, cruzados com informações nutricionais fornecidas pela aplicação Everywear, permitem que os especialistas em campo monitorizem e forneçam recomendações dietéticas conforme necessário.

Além disto, os olhos e os ouvidos de Matthias e dos seus colegas de tripulação da NASA Thomas Marshburn e Raja Chari também estiveram sob escrutínio, respetivamente numa experiência que resultará na construção de um modelo de IA para diagnosticar mudanças no nervo ótico durante estadias prolongadas no espaço e noutra que estuda o efeito da microgravidade na audição de um astronauta usando fones de ouvido com uma ponta especial que analisa a resposta do ouvido ao som.

O conjunto de experiências da missão Cosmic Kiss envolveu ainda superfícies touch, manipulação de objetos, bio impressoras ou a produção de betão, entre outras.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.