O departamento de ciência computacional e inteligência artificial do MIT desenvolveu um sistema de IA que confere a robots e outras máquinas a capacidade de manipulação de objetos. A particularidade é que essas mesmas máquinas não foram programadas ou tiveram qualquer contacto com os objetos, sendo orientados pelo algoritmo de inteligência artificial.

Esta descoberta poderá ajudar, por exemplo, as fábricas a atualizar máquinas sem a necessidade de as programar, bastando para isso utilizar a inteligência artificial. O sistema, batizado de kPAM, funciona através da criação de um mapeamento visual dos objetos, tal como se fossem pontos tridimensionais.

Depois de detetar todas as coordenadas de um objeto, o sistema determina o que fazer com ele. Por exemplo, uma caneca é segura pela sua pega, mas um copo é agarrado pela base. Se vir sapatos, estes serão arrumados nas prateleiras. O investigador da MIT, Russ Tedrake, refere que conhecer um pouco mais sobre o objeto e a localização de alguns aspetos-chaves, é suficiente para introduzir uma vasta variedade de manipulações nas suas tarefas.

No futuro, os investigadores desejam continuar a desenvolver esta tecnologia para introduzir máquinas no uso doméstico, tais como tirar a loiça da máquina de lavar e arrumá-la, por exemplo. E mesmo nas fábricas, que a manipulações se tornem ainda mais complexas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.