Chama-se Spark e é a proposta da comunidade KDE para o segmento tablet. O modelo com uma distribuição Linux tem chegada prometida à Europa para o mês de maio, mas vai poder ser encomendado já a partir da próxima semana.

Os detalhes do modelo de sete polegadas são apresentados por Aaron J. Seigo, um dos developers associados ao projeto, no seu blog, numa série de "perguntas e respostas" que abrangem desde o hardware ao modelo de negócio pensado para o tablet.

[caption][/caption]

O Spark apresenta como argumentos um ecrã de sete polegadas, com resolução de 800x480, e o interface Plasma Active UX, baseado no kernel do Linux. Integra igualmente câmara de 1,3 megapixéis.

A capacidade de processamento está a cargo de um ARM, a 1 Ghz, oferecendo RAM de 512MB e memória flash de 4GB, que pode crescer usando um cartão microSD.
Além da porta para o cartão microSD, o tablet dispõe ainda de duas portas USB. Nos primeiros modelos, a ligação à Internet vai fazer-se via Wi-Fi, embora estejam pensados modelos com ligação 3G.

[caption][/caption]

Aaron J. Seigo não refere o preço do Spark, mas a imprensa internacional está a avançar valores na ordem dos 200 euros. Aponta-se também para que o tablet tenha de 3 a 4 horas de autonomia, "o habitual para um dispositivo com as características apresentadas", refere no blog.

[caption][/caption]

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Patrícia Calé

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.