O novo Galaxy Note 10 vai ser apresentado dentro de poucas semanas. O telemóvel é um dos mais esperados de 2019, tal como acontece todos os anos, e os leaks que têm surgido online já são suficientes para nos deixar uma imagem quase completa de como será o próximo topo de gama da Samsung.

A primeira novidade está no facto de a tecnológica sul-coreana planear lançar três variantes e não apenas uma, tal como tem vindo a acontecer desde 2011. No dia 7 de agosto, a empresa poderá apresentar até quatro equipamentos, mas a opinião que parece reunir maior consenso é a de que serão revelados três: uma versão padrão, um Galaxy Note 10+ e uma edição 5G. O leak já foi reiterado por Evan Blass, um dos nomes mais populares do meio.

Em junho ficámos a conhecer as primeiras renderizações, colocadas online por outros dois portais que têm por hábito apresentar palpites certeiros. As imagens mostraram-nos o Note 10 e o Note 10+ e foram vários os pormenores que saltaram à vista.

Se estas imagens corresponderem às respetivas versões finais, o smartphone terá molduras muito menores do que as da versão antecessora, mas é na câmara frontal que se foca a atenção. Neste modelo, a Samsung deverá optar por apresentar um painel Infinity-O, mas o orifício para a lente deverá passar do canto superior direito para o meio. O design traz mais simetria ao equipamento, mas é um risco que a tecnológica corre, principalmente depois de o S10 ter sido tão bem recebido pelo público e pela crítica.

Na zona frontal não há espaço para mais, a não ser para o sensor de impressões digitais, que deverá surgir embutido no display.

Na traseira vão estar três câmaras, alinhadas verticalmente num dos cantos superiores do telemóvel, o que também representa uma diferença face ao Note 9. Nada foi dito sobre as especificações das câmaras, mas a imprensa internacional acredita que o conjunto vai incluir um sensor telefoto, um panorâmico e um principal. A versão Note 10+ vai incluir estas mesmas três câmaras, mas deverá juntar-lhes uma quarta lente para retratos.

A entrada para auriculares deverá desaparecer, tal como o botão físico para evocar o Bixby.

Um outro rumor indica que o Note 10+ não vai ter qualquer botão físico. Em vez disso, o aparelho terá extremidades sensíveis ao toque, através das quais o utilizador poderá interagir com o telefone.

No que às especificações técnicas diz respeito, o Note 10 vai ter um ecrã Dynamic AMOLED HDR10+ de 6,28 polegadas, um processador Snapdragon 855 ou um Exynos 9820, dependendo da região, até 12GB de RAM e uma bateria de 4.500mAh. Os leaks desenham o mesmo cenário para o Note 10+, à excepção do ecrã, que será ligeiramente maior, com 6,75 polegadas.

Os preços ainda não foram discutidos, mas é esperado que superem os 1.000 dólares por alguma margem. Em 2018, o Note 9 fixou-se ligeiramente acima desse valor, mas se observarmos a tendência de custo, que aumenta de ano para ano, é fácil sermos levados a pensar que o modelo base vai ter um preço mínimo superior apesar de, no passado dia 12 de julho, um leaker ter indicado que o Note 10+ vai chegar às lojas com um custo mínimo de 1.149 euros.

Recorde-se que o Note 10 vai ser apresentado em Nova Iorque, já no dia 7 de agosto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.