O HD 21749c, nome que lhe foi atribuído, é a 10ª “confirmação” do TESS - Transiting Exoplanet Survey Satellite, mas a primeira acerca de um exoplaneta de dimensão aproximada à da Terra, mais precisamente com cerca de 89% de diâmetro do planeta azul. E tudo indica que é rochoso.

Está localizado na constelação de Reticulum e orbita uma estrela do tipo K com quase 70% da massa do Sol, situada a “apenas” 53 anos luz de distância. Diz a NASA que os dados reunidos pelo satélite também revelam que essa órbita se faz em menos de oito dias e um valor assim tão pequeno significa que a temperatura à superfície do planeta deverá ser quente, provavelmente ultrapassando os 400 graus Celsius.

“Estudantes” descobrem planeta com o dobro do tamanho da Terra que pode ter água
“Estudantes” descobrem planeta com o dobro do tamanho da Terra que pode ter água
Ver artigo

O HD 21749c é o mundo mais pequeno que o TESS já encontrou fora do nosso sistema solar e esta capacidade de localização é um bom indicador de que pode vir a identificar outros pequenos planetas – e talvez até na chamada zona "Goldilocks": suficientemente perto da sua estrela para ter agua líquida, mas afastado o suficiente para não estar “tostado”.

“Medir a massa e a composição exatas de um planeta tão pequeno vai ser desafiante, mas é importante para comparar o HD 21749c à Terra”, refere Sharon Wang, uma das astrónomas que colaborou na análise.

O TESS confirmou até agora a existência de um total de 10 exoplanetas, tendo “em mãos” centenas de outros candidatos para “avaliar”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.