Na noite passada houve Lua Cheia, mas uma Lua Cheia especial: foi noite de Super Lua. Chama-se assim ao fenómeno em que o satélite natural está simultaneamente em fase de Lua Cheia e no ponto da sua órbita mais próximo da Terra, parecendo por isso maior.

Um pouco por todo o mundo, houve quem registasse o momento através de diferentes objetivas, em alguns casos com vista privilegiada - por exemplo de quem anda lá mais acima, pelo Espaço - que valem sempre a pena ver, mesmo por quem não deixou de admirar o fenómeno a “olho nu”.

De qualquer forma, saiba que não vai ter de esperar muito para assistir a uma nova Super Lua. É que o satélite natural na sua “forma” mais aumentada está de regresso já na próxima Lua Cheia, a 1 de janeiro de 2018, juntando-se ao tradicional fogo-de-artifício como mais um motivo para manter os olhos no céu.

Mesmo no fim do primeiro mês do ano novo, a 31 de janeiro, o fenómeno está de regresso, e desta vez acompanhado de "brinde"... para algumas partes do mundo. A NASA explica a "trilogia"num novo vídeo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.