Os jetpacks já fazem parte do imaginário das forças do exército nos videojogos e cinema, mas aqui e ali começam a ser dados os primeiros passos para tornar a tecnologia real. A pensar da mobilidade do exército, o campo de treino de Lympstone, o circuito de assalto utilizado pelos Royal Marines das formas militares de Sua Majestade, foi palco de uma demonstração interessante de um jetpack.

O autor do sistema chama-se Richard Browning, o CEO da Gravity Industries, ele próprio um ex-militar dos Royal Marines. O fato com os jatos tem o nome de Daedalus Mark 1 e utiliza seis pequenos motores: dois nas costas do utilizador e outros dois em cada braço. O sistema permite percorrer pequenas distâncias pelo ar, como se pode ver no vídeo, destacando-se sobretudo o controlo detalhado que o piloto tinha sobre o sistema de mobilidade.

O aparato consiste numa espécie de mochila com os propulsores, mas os braços também ficam ocupados com os respetivos motores. Segundo o The Verge, os pilotos têm um capacete especial com uma interface gráfica com informações sobre o voo e a utilização do combustível. Para já, as prioridades de afinação do jetpack passam por reduzir o seu barulho durante o funcionamento e a autonomia, para aumentar o tempo de voo.

A Gravity Industries utiliza a sua tecnologia de jetpack para fazer demonstrações em eventos, e mantém as portas abertas a quem quer experimentar a experiência, num ambiente seguro e controlado, para que possa sentir a sensação de voar com jetpacks.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.