Depois da última Super Lua do ano, que ocorreu a 26 de maio, há mais um fenómeno lunar para observar no céu noturno. Conhecida como “Strawberry Moon” nos países anglófonos (ou “Lua de morango” numa tradução para o português), esta será a última Lua Cheia da Primavera e a primeira do Verão e poderá parecer um pouco maior e mais brilhante do que o habitual.

Ao navegar pela Internet é provável que tenha visto o fenómeno a ser descrito como uma Super Lua. A NASA explica que, embora os especialistas concordem com a existência de duas Super Luas em 2021, a primeira em abril e a segunda em maio, há diferentes entendimentos quanto às Luas Cheias que se podem enquadrar nesta categoria.

Tal como explica Gordon Johnston, especialista da NASA, “diferentes publicações usam indicadores diferentes para decidir quando é que uma Lua Cheia está próxima o suficiente da Terra para se qualificar como uma Super Lua”.

“Para 2021, algumas publicações consideram esta como a última de uma série de quatro Super Luas. Outras publicações não a consideram como uma Super Lua, uma vez que está mais longe da Terra do que que as três anteriores Luas Cheias”, clarifica Gordon Johnston.

Note-se que, de acordo com a explicação do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL), fala-se em Super Lua “sempre que o instante de Lua Cheia ocorre quando a Lua está a uma distância da Terra inferior a 110% do perigeu da sua órbita”.

“Em termos temporais, isto significa que a diferença entre os instantes de Lua Cheia e do perigeu é menor do que 1 dia e 8 horas. Segundo esta definição é possível ocorrer uma Super Lua frequentemente, mas nem todas terão o mesmo tamanho e brilho aparentes”, indica o OAL.

Como observar o fenómeno?

Super Lua, ou não, uma coisa é certa: vale certamente a pena acompanhar o fenómeno que será visível a olho nu um pouco por todo o mundo e Portugal não é uma exceção à regra. Segundo dados do OAL, o satélite natural da Terra aparecerá hoje no céu por volta das 19h40 (hora de Lisboa). Espera-se o ponto máximo da Lua Cheia seja atingido entre as 01h e as 02h do dia 25.

Como já é costume, caso as condições do local onde se encontrar não sejam as mais ideais para observar o fenómeno em todo o seu esplendor, sempre poderá optar por acompanhá-lo na Internet, através, por exemplo, da transmissão ao vivo do Virtual Telescope Project.

Recorde-se que, no dia 26 de maio, ao fenómeno de ilusão ótica que fez com que o satélite natural da Terra parecesse maior do que o habitual associou-se um outro, um eclipse lunar total, que não foi visível a partir de Portugal, por acontecer em pleno dia.

Já a versão “super” do satélite natural em Portugal esteve à vista  de todos os que se lembraram e a quem as condições meteorológicas permitiram. Na galeria que se segue pode aproveitar para rever o momento captado por fotógrafos profissionais e amadores em todo o mundo.

Clique nas imagens para recordar a última super lua de 2021

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.