Em dezembro do ano passado, a Estação Espacial Internacional (ISS) foi palco de uma experiência culinária inédita. Os astronautas conseguiram cozinhar a primeira fornada de bolachas no espaço, depois de terem recebido em novembro um forno especial fabricado pela Nanoracks e pela Zero G Kitchen, assim como uma massa preparada pela marca DoubleTree. Os resultados já chegaram à Terra, a bordo de uma cápsula da SpaceX e estão agora à espera de serem analisados pelos cientistas para verificar se são comestíveis.

Dependendo do nível de “mestria culinária”, fazer bolachas na Terra é um processo relativamente rápido, demorando cerca de 20 minutos. No entanto, no espaço, a história é bem diferente. Ao todo, as bolachas de pepitas de chocolate cozinhadas por Luca Parmitano e Christina Koch precisaram de mais de duas horas a uma temperatura de 163 graus para ficarem prontas, avança a DoubleTree em comunicado.

A astronauta Christina Koch observa uma das bolachas cozinhadas na ISS.

A experiência foi bem-sucedida, enchendo a estação espacial com o aroma de bolachas acabadas de fazer, apesar de estas se encontrarem dentro de pequenos invólucros de plástico selados. Segundo os astronautas, não parecem existir diferenças a nível de aspeto entre as bolachas cozinhadas no espaço e aquelas que são feitas na Terra.

Uma das cinco bolachas espaciais preparadas na ISS

Os astronautas ainda não experimentaram a sua criação, uma vez que ainda não existe a certeza se são, de facto, comestíveis. No entanto, caso a análise das três bolachas que chegaram aos cientistas no nosso planeta se revele positiva, a equipa da ISS poderá comer os dois “espécimes” que ainda se encontram no espaço.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.