com o apoio MEO
Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui

Nova remessa de 60 satélites Starlink da SpaceX partiu para o Espaço à “boleia” do Falcon 9

A SpaceX continua empenhada na construção da constelação Starlink e enviou mais uma remessa de 60 satélites para o Espaço. Ao todo, a empresa de Elon Musk já completou 28 lançamentos de satélites e mais de 100 descolagens com êxito do Falcon 9.
Nova remessa de 60 satélites Starlink da SpaceX partiu para o Espaço à “boleia” do Falcon 9

A SpaceX lançou nesta quarta-feira, 26 de maio, o quarto foguetão Falcon 9 deste mês para levar a mais recente frota de 60 satélites para o Espaço. O foguetão descolou às 14h59 locais (19h59 em Lisboa) a partir da Estação da Força Espacial de Cabo Canaveral. Ao todo, a empresa de Elon Musk completou deste modo, 28 lançamentos de satélites e mais de 100 descolagens com êxito do Falcon 9.

Clique nas imagens para ver mais detalhes sobre o lançamento

Os componentes reutilizáveis do Falcon 9 reentraram na atmosfera, com o primeiro estágio do foguetão a aterrar na plataforma marítima Just Read the Instructions no Oceano Atlântico. A operação vai permitir à SpaceX reaproveitar as porções mais caras do foguetão.

Em abril, Gwynne Shotwell, CEO da SpaceX, deu a conhecer durante a conferência Satellite 2021: LEO Digital Forum que seriam necessários, pelo menos, 1.680 satélites em órbita para oferecer uma cobertura global da Internet da Starlink, porém, o serviço continuará em Beta durante algum tempo. Com o mais recente lançamento, a SpaceX já conseguiu colocar 1.737 satélites em órbita.

A SpaceX continua a avançar com o seu programa de testes Beta ao serviço de Internet da Starlink. Durante a transmissão do novo lançamento de satélites, a empresa indicou que o programa estava já disponível nos Estados Unidos, Canadá, Nova Zelândia, Austrália e ainda em vários países europeus, fazendo a sua "estreia" na Bélgica e Holanda.

Recorde-se que em março, a empresa criou uma subsidiária em Portugal chamada Space Exploration Technologies Portugal, com uma capacidade de fornecer o acesso à internet a 50 mil utilizadores no país e, até ao final de 2021 prevê chegar aos 16 mil utilizadores.

Google vai usar os satélites Starlink da SpaceX nos seus servidores de cloud para fins empresariais
Google vai usar os satélites Starlink da SpaceX nos seus servidores de cloud para fins empresariais
Ver artigo

Já em maio a SpaceX anunciou recentemente uma parceria com a Google com vista à utilização dos serviços de Internet por satélite da constelação Starlink para fins empresariais. A Google Cloud pretende utilizar a rede nos seus serviços na "nuvem", aplicações e dados, beneficiando da grande velocidade da largura de banda de internet e cobertura global na otimização da sua infraestrutura.

A empresa de Elon Musk vai alocar as estações terrestres, ligadas aos mais de 1.500 satélites já lançados, aos data centers da gigante de Mountain Vew, para fornecer ligação segura e de baixa latência. Nesse sentido, a Google pretende conectar os negócios e consumidores à cloud e internet, permitindo entrar qualquer aplicação crítica para qualquer localização.

Nota de redação: A notícia foi atualizada com mais informação. (Última atualização 09h52)

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.

Veja também

 
 

Comentários

Deve estar ligado no Facebook para poder ver e interagir com este artigo.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.