A Fundação Portuguesa para a Ciência e a Tecnologia assina esta segunda-feira um protocolo de cooperação com a Universidade de Aveiro para a criação de um Centro de Competências em Computação Avançada, que vai reforçar a Rede Nacional de Computação Avançada.

O Centro vai funcionar “como uma porta de entrada para os quatro Centros De Supercomputação (HPC), com a capacidade de alto armazenamento e de preparar e recuperar dados desses centros”, passando a assegurar um papel importante na análise de dados de computação avançada, explica a FCT.

Os quatro centros de supercomputação aqui referidos são MACC (Minho Advanced Computing Center), LCA – Laboratório de Computação Avançada da Universidade de Coimbra; High Performance Computing da Universidade de Évora e Infraestrutura Nacional de Computação Distribuída, em Lisboa, cuja a atividade esteve em balanço recentemente.

Esta nova estrutura vai estar focada em competências digitais avançadas, como a inteligência artificial e o big data, conforme explica também uma nota à imprensa, onde se sublinha ainda que o novo centro “visa reforçar a aposta firme do governo português no reforço da produção científica nacional”.

A estratégia política neste domínio está vertida na Iniciativa Nacional Competências Digitais, INCoDe.2030, que reúne um leque alargado de ações em vários domínios, desenhadas para promover um ambiente de investigação, inovação e empreendedorismo, agilizar o processamento de dados e dinamizar a interoperabilidade nos mais diversos sectores da economia.

O Advanced Computing Portugal 2030 destaca-se aí e tem três áreas de intervenção: criação de infraestruturas de supercomputação no país, retenção de talento com competências avançadas e a dinamização de políticas públicas que permitam preencher a lacuna entre infraestruturas e pessoas.

O protocolo assinado com a Universidade de Aveiro para a criação deste novo Centro de Competências acontece esta segunda-feira às 13h45, a sessão pode ser acompanhada na página do Youtube do INCoDe.2030.

As instituições que acolhem estes Centros de Competências garantem uma verba da FCT para apoiar a compra de equipamentos e a contratação de recursos humanos. Como sublinha a Fundação nesta nota, estas estruturas receberão também em breve “um forte impulso do projeto europeu EuroCC”, programa de financiamento do Horizonte 2020.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.