A Rocket Lab deu mais um passo na sua estratégia de recuperação e reutilização do seu foguetão Electron ao utilizar um helicóptero para apanhar em pleno voo o seu primeiro estágio. Foi considerado um passo muito importante para a empresa espacial ter completado a missão com a recuperação do aparelho, mesmo que não tenha sido “perfeita” a operação.

Esta segunda-feira foi feito o lançamento do foguetão da missão “There And Back Again” e depois de colocar 34 satélites em órbita, um helicóptero aguardava no céu o regresso do primeiro estágio. Para sobreviver à reentrada na atmosfera, a Rocket Lab definiu o ângulo que evitasse o calor e a pressão do regresso. Depois abriu-se um primeiro paraquedas para estabilizar a velocidade e altitude do foguetão, até à abertura do paraquedas final para completar a sua descida.

Veja na galeria as fotos da recuperação do foguetão

O helicóptero Sikorsky S-92 aguardava o primeiro estágio a cerca de 2 quilómetros de altura e através de um gancho com um cabo, prendeu o paraquedas do aparelho. O CEO da Rocket Lab, Peter Beck, salientou o trabalho da equipa de recuperação, destacando a grande dificuldade no processo, mas que os pilotos tinham conseguido. Porém, foi necessário libertar o aparelho depois de o prender, porque os pilotos não estavam confiantes na forma como o helicóptero estava a voar. “Nada de especial, o foguetão caiu na água de forma segura e um barco está agora a recuperá-lo”, disse na sua conta do Twitter.

A empresa vai agora processar o foguetão para o recuperar e reutilizar em futuros voos. Foi explicado que esta primeira experiência real tinha características um pouco diferentes das que foram ensaiadas, servindo para registar informações importantes sobre futuras tentativas. O objetivo será o helicóptero transportar o equipamento para terra segura, em vez de o atirar para o mar, como agora aconteceu. Ao conseguir recuperar e reutilizar os foguetões, a empresa afirma que vai aumentar a frequência de lançamentos e reduzir os custos das missões.

A Rocket Lab já lançou no espaço 146 satélites, onde se incluem sistemas de monitorização da poluição luminosa, demonstração de tecnologias para a remoção de lixo espacial, entre outros equipamentos para validar a sustentabilidade de satélites capazes de evitar colisões com objetos espaciais. Outros satélites de fornecimento de internet do espaço e sistemas de vigilância marítima estão também entre os lançamentos da empresa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.