A agência espacial russa deu a conhecer que o módulo de laboratório multifuncional Nauka já está a ser transferido do Centro Espacial de Khrunichev para o cosmódromo de Baikonur. Depois de sucessivos atrasos relacionados com problemas técnicos e, mais recentemente, devido à pandemia de COVID-19, a Roscosmos encontra-se agora em preparação para o lançamento do Nauka com destino à Estação Espacial Internacional em abril de 2021.

Em declarações à TASS, uma das principais agências noticiosas russas, Roman Khokhlov, responsável pelo desenvolvimento no do Centro Espacial de Khrunichev, explicou que o módulo Nauka prepara-se agora para uma longa jornada de nove meses onde serão realizados vários testes complexos.

“A fase dos testes elétricos demorará cerca de seis meses”, indicou Roman Khokhlov, detalhando que existe um grande número de componentes e sistemas que precisam de ser analisados. Segue-se depois uma fase de três meses onde os técnicos vão verificar se o módulo está preparado para o lançamento.

À medida que os especialistas do Centro Espacial de Khrunichev davam os retoques finais ao módulo Nauka ainda antes da partida para o novo local de testes, Dmitri Rogozin, director da Roscosmos, indicou à Reuters que o projeto vai dar um espaço extra de trabalho aos astronautas russos que estão na ISS.

O desenvolvimento do Nauka tem uma longa história que remonta a 1995. A Roscosmos planeava enviar o laboratório multifuncional como uma espécie de back-up do Zarya, um dos primeiros módulos a ser enviado para a ISS, no entanto, o processo foi marcado por inúmeros constrangimentos que resultaram no atraso do seu lançamento.

Em 2013, o módulo foi enviado para o Centro Espacial de Khrunichev depois de os especialistas se terem deparado com um grave problema: o sistema de combustível do Nauka continha múltiplas lascas de metal.

Se tudo correr como planeado, o módulo será capaz de fornecer oxigénio para seis tripulantes e ainda regenerar água a partir de urina. Além de trazer consigo uma segunda casa-de-banho para os astronautas russos, o Nauka será um espaço dedicado à realização de experiências científicas e através do braço robótico ERA (European Robotic Arm) com 11,3 metros de comprimento, será possível ajudar os membros da ISS a executar operações no exterior.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.