Foi à segunda, mas foi de vez. O foguete LauncherOne, da Virgin Orbit, transportou uma série de satélites para o espaço, pela primeira vez, depois de um lançamento bem sucedido desde a Cosmic Girl, a aeronave utilizada para soltar o foguete em voo.

A carga inclui aparelhos afetos a nove diferentes missões da NASA, bem como a projetos de diferentes universidades. De recordar que o primeiro voo de demonstração terminou de forma abrupta, depois de a ignição do LauncherOne não ter funcionado.

Este é um sinal bastante positivo para a NASA, que apoia as ambições espaciais da Virgin no âmbito do programa Venture Class Lauch Services, cujo objetivo é encontrar formas mais baratas de transportar cargas espaciais até ao seu destino.

A Virgin ainda tem algum caminho a percorrer antes de poder oferecer os seus serviços de forma regular, mas o sucesso deste projeto pode ajudar a empresa a reduzir os custos das suas operações de exploração espacial, especialmente no que toca ao lançamento de satélites.

Importa sublinhar o progresso que a Virgin Orbit registou neste campo. Em maio do ano passado, depois de vários testes, a empresa fez uma demonstração final que terminou mal, com uma "anomalia" a ditar o fim da missão logo depois no início do voo.

Em vez de lançar os foguetões verticalmente a partir do solo, como a maioria das outras empresas, a Virgin Orbit lança os aparelhos diretamente do ar. Para isso, conta com a ajuda da Cosmic Girl, que provou ser capaz de transportar foguetões para o céu e ajudar na sua descolagem.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.