Tal como esperado, a Virgin Orbit realizou a última fase de testes do LauncherOne na Califórnia, EUA. A demonstração do lançamento do foguetão no ar não correu como esperado, com uma "anomalia" a ditar o fim da missão logo depois no início do voo. No entanto, a empresa mostra-se confiante e já está a trabalhar para definir outra data de lançamento.

Em vez de lançar os foguetões verticalmente a partir do solo, como a maioria das outras empresas, a Virgin Orbit planeia lançá-los diretamente do ar. Para isso, conta com a ajuda da Cosmic Girl, que provou ser capaz de transportar foguetões para o céu para a descolagem. Neste teste final, o objetivo seria que o foguetão LauncherOne fosse lançado diretamente do ar, desacopolando-se do avião, e que seguisse para o teste de entrada em órbitra.

A verdade é que isso acabou por não acontecer, mas, ainda assim, a missão terminou de forma segura. Em comunicado, Dan Hart, CEO da Virgin Orbit, garante que, apesar de tudo, "foi dado um grande passo em frente". "Vamos aprender, ajustar o equipamento e começar a prepararmo-nos para o próximo teste, que será realizado em breve", explica.

Estas foram as fotografias divulgadas no último teste do foguetão LauncherOne.

O objetivo é que a Cosmic Girl voe a uma altitude de 35.000 pés (10,6 km) e, a partir daí, o LauncherOne deverá descolar diretamente da asa. O seu motor principal será depois ativado, ficando o resto da viagem para o espaço por sua conta.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.