Elegeram a área das tecnologias para aplicarem os seus conhecimentos e criatividade em projectos que, por sua vez, submeteram e viram financiados por um dos programas da Agência de Inovação. Evolve Space Solutions, NearInteraction, Ynvisible, Critical Software, Nonius e Intelligent Sensing estão entre as cerca de 500 empresas que marcam presença nas 4as Jornadas da Inovação, que decorrem na Fil do Parque das Nações desde quinta-feira, para mostrarem as soluções que têm vindo a criar.

Os objectivos a que se propõem são diferenciados, assim como as fases de desenvolvimento de cada umas das soluções, umas ainda em prova de conceito, outras acabadas de chegar ao mercado. É o caso da Retmarker, um sistema de detecção automática de alterações na retina.

Desenvolvido pela Critical Software, o Retmarker é um software para processamento de retinografias para detecção e identificação de características ligadas a patologias oculares.

Destinada à área da saúde, a aplicação permite que os seus utilizadores adicionem comentários e anotações aos resultados fornecidos, fornecendo também ferramentas de visualização, que podem ajudar a conferir resultados.

Igualmente para a área da saúde, a AAL – Ambient Assisted Living é a mais recente solução da Intelligent Sensing Anywhere e está prestes a ser comercializada.

Consiste numa consola de monitorização via bluetooth que serve de base ao sistema Look4MyHealth.“As medições dos sinais vitais são efectuadas por vários aparelhos sem fios que se encontram na casa do paciente, que transmitem os dados reunidos para a AAL, que são posteriormente enviados por Ethernet para um servidor”, explica Soraia Rocha, gestora de projectos.

O servidor que recebe os dados mantém-nos disponíveis para consulta pelos clínicos responsáveis pela monitorização e avaliação. “Os utilizadores podem aceder à página Web do sistema e, depois de fazer o seu registo, consultar o histórico do paciente”, refere a responsável pelo projecto iniciado em Setembro de 2008.

A Nonius traz à feira vários
projectos, com destaque para o Nivo. A plataforma, que está já a ser adaptada
ao mercado da hotelaria e da saúde, usa IPTV para dar aos clientes uma panóplia
de serviços, através do televisor que têm no seu quarto de hotel ou hospital.

Nas Jornadas a empresa demonstra a versão que está a desenvolver para uma
unidade hoteleira no Algarve. Todas as informações sobre serviços do hotel,
tradicionalmente comunicadas em papel, saltam para dentro da TV num interface
simples de utilizar e agradável à vista.

Através da TV o utilizador tem acesso aos canais de Tv, conteúdos on demand, mas
também a jogos, acesso à Internet ou reserva de serviços do hotel, como um
tratamento no SPA, ou consulta de informação sobre os vários serviços
disponíveis. Na ecrã de TV está também integrada uma aplicação que permite
ligar a outra tecnologia desenvolvida pela empresa, o WG-WPS.

Trata-se de uma aplicação de localização de pessoas onde se conjugam uma
appliance e uma TAG WiFi que fornece a informação necessária. O serviço já está
a ser usado num hospital do Porto e chega em breve ao hospital do Algarve, mas a
empresa também o pensou para a hotelaria e pode integrá-lo com a plataforma de
TV, ou o PDA, permitindo por exemplo a um pai que veja exatamente em que ponto
do resort está o seu filho.

Até final do ano a solução também estará disponível
com a Tag integrada num a pulseira, como explica Luis Primo, gestor de produto,
que sublinha as vantagens da utilização do WiFi face ao tradicional RFID, já
que o recurso a esta tecnologia permite informação mais precisa com menor nível
de investimento. Destaca também o facto da solução da Nonius funcionar em
qualquer rede WiFi.

Criativas e emergentes

O sector de aplicação da NearInteraction é mais diferenciado. Criada há precisamente um ano atrás, com recurso ao programa Neotec da AdI, a empresa centra actualmente o seu negócio no sector das superfícies multitouch, uma tecnologia que tem vindo a misturar com outras, numa experiência que, por exemplo, toma forma no projecto Tangible Mobile Connectivity.

O TCM, sigla pela qual se apresenta, integra Bluetooth e superfícies multitouch criando um interface que permite aos utilizadores escolherem, da “mesa” ou da “parede”, conteúdos que depois são transferidos via wireless para os seus telemóveis, nomeadamente fotografias.

Na sua abordagem, a Near Interaction promete contornar os aspectos possivelmente intrusivos do Bluetooth. “Revertemos o processo de decisão para o utilizador, ou seja, é o utilizador que escolhe levar ou não consigo os conteúdos”, assegura Elga Ferreira, sócia gerente da empresa.

Este é apenas um dos projectos da Near Interaction que apesar do curto espaço de existência, conta já com várias soluções entregues no seu portfólio, sempre desenvolvidos a pedido, como é o caso da mesa de 1,5m por 1m criada para a última edição da Moda Lisboa ou a parede que integra a Future Labs, a mais recente exposição permanente da Fundação das Comunicações.

De momento a empresa de sete elementos está a ultimar uma solução que cruza superficies multitouch com objectos físicos. “A mesa vai poder ler informação contida, por exemplo, num cartão de aluno, devolvendo todo o portfólio de trabalhos desse mesmo aluno”, adianta Elga Ferreira.

“Não queremos ser conhecidos como uma empresa que criou o hardware, mas como a empresa que criou uma experiência de multitouch”, remata a responsável.

Mobile gEO Positioning é a denominação de uma solução ainda em produção da Evolve Space Solutions . O sistema permite obter posicionamento de alta precisão num dispositivo móvel e tem como aplicação prática a topografia e o levantamento de cadastro.

A interface móvel permite a navegação de forma interactiva numa cena virtual que representa a área onde o utilizador se encontra.

“O objectivo é aproveitar as novas funcionalidades proporcionadas pelos dispositivos móveis, nomeadamente smartphones e PDA”, explica Rafael Perfeito, engenheiro de projecto.

Iníciadas este ano, estão a ser desenvolvidas duas distribuições diferentes com base na solução: a Personal, destinada ao utilizador individual, e a Positioning, dirigida a áreas profissionais, nomeadamente no desenho de novos objectos ou em sistemas de planeamento urbanístico.

“É uma aplicação de Earth Observation, onde apostamos na navegação intuitiva que quando activada vai “elevar” o utilizador no ar, proporcionando-lhe uma vista aérea real e apresentando-lhe informação geo-referenciada acerca de tudo o que rodeia o local”, acrescenta o responsável da Evolve Space Solutions.

Recorrente em eventos do género, a YDreams volta a ter as suas soluções em destaque, desta vez desenvolvidas pela spin off Ynvisible.

Resultado de uma parceria com a Faculdade de Ciência e Tecnolgia da Universidade Nova e com actividade iniciada este ano, a Ynvisible dedica-se ao desenvolvimento e investigação de tecnologias de computação ubíqua, nomeadamente colocando novas funcionalidades em objectos do nosso dia-a-dia, neste caso ecrãs.

YInvisible Quadros, Yinvisible Papel e Yinvisible Textil são os três projectos baseados em tecnologia de electrocromismo em curso, já com provas de conceito terminadas com sucesso.

Financiados pelo programa Ideia da AdI, os três projectos contaram com a parceria de respectivamente três empresas: a Bi-Silque, a Renova e a Filobranca.

Actualmente estão a testar a tecnologia noutras superficies, como a cortiça e a madeira, e para tal tambem já foram formadas parcerias com o sector emprearial. Está igualmente a ser ultimado um laboratório exclusivamente dedicado a estas aplicações.

“De momento queremos dar robustez às tecnologias que já desenvolvemos, de modo a estudar os melhores métodos a aplicar a nível industrial e a assegurar a capacidade de escala”, revela Carlos Pinheiro, director de desenvolvimento e pesquisa da Ynvisible.


Patrícia Calé

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.