Com a introdução de soluções de Inteligência Artificial (IA) implementadas com sucesso, as 16 indústrias que podem beneficiar de um aumento na rentabilidade podem ainda contar com um crescimento económico de 14 biliões de dólares adicionais ao Valor Acrescentado Bruto (VAB), em 12 economias, como conclui um novo estudo da Accenture.

Para capitalizar esta oportunidade, o estudo identifica oito estratégias para a implementação bem-sucedida da IA que se focam na adoção de uma abordagem centrada no ser humano e na tomada de medidas inovadoras e responsáveis para a aplicação da tecnologia nas empresas e organizações.

“A Inteligência Artificial vai revolucionar o modo como as empresas competem e crescem, representando um novo fator de produção que pode potenciar a rentabilidade empresarial”, realça em comunicado Paul Daugherty, Chief Technology & Innovation Officer da Accenture. “Para concretizar esta oportunidade, é fundamental que as empresas atuem já no desenvolvimento de estratégias, em torno da IA, que coloquem o fator humano no núcleo central. Além disso, devem apostar no desenvolvimento de sistemas de IA responsáveis alinhados com valores éticos e morais que conduziram a um retorno positivo e que capacite as pessoas para fazer aquilo que melhor sabem – imaginar, criar e inovar”.

Dos setores de atividade avaliados no estudo, realizado em parceria com a Frontier Economics, os de informação e comunicação, indústria e os serviços financeiros foram os três que tiveram as maiores taxas de crescimento do VAB num cenário de IA, com 4,8%, 4,4% e 4,3%, respetivamente, em 2035.

tek imagem accenture

Em setores com base de força de trabalho intensiva como, por exemplo, o setor de retalho, a implementação da IA aumenta a força de trabalho humana, tornando os funcionários mais produtivos, o que pode levar a um crescimento nas receitas de quase 60%. Em setores como a indústria, a maquinaria potenciada com IA pode vir a promover um crescimento das receitas na ordem dos 39% até 2035.

tek accenture

“É evidente que as organizações em todas as indústrias têm grandes oportunidades para aplicar a IA gerando benefícios notáveis”, salienta em comunicado Nuno Pignatelli, Vice-Presidente da Accenture Portugal. “Ao otimizar processos com automação inteligente, aumentar o trabalho humano e o capital físico e impulsionar inovações, a IA pode gerar uma expressiva e duradoura rentabilidade e crescimento económico”.

A Accenture indica oito estratégias  para os líderes empresariais se prepararem para um futuro de sucesso com a IA. Para tal, a empresa considera que se deve reinventar os recursos humanos em IA, que devem começar a aprender com as máquinas de forma a adaptarem os seus negócios, deve ser nomeado um chief data supply chain officer, é preciso criar uma cultura de IA aberta assim como passar tudo para a cloud. É preciso ainda que as empresas consigam ir além da automação e ainda mudar os algoritmos de medição de retorno.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.