A gigante tecnológica está a avisar os utilizadores do seu browser de que necessitam de instalar uma atualização de segurança de emergência. O motivo por trás do anúncio relaciona-se com uma vulnerabilidade no Internet Explorer que poderia ser usada como uma porta de entrada para o cibercrime, avança a empresa num comunicado no seu website.

A falha de segurança presente nas versões 9 a 11 do browser da Microsoft permitiam que os hackers entrassem no navegador, assumindo os privilégios de administrador, de modo a controlar o computador. Assim, os hackers poderiam instalar malware, roubar ou apagar informações, ou até conceder acesso ao dispositivo a terceiros.

De acordo com a empresa, um utilizador poderia ser atacado através de técnicas de phishing em emails ou mensagens instantâneas falsas que o levavam a clicar numa ligação para uma página repleta de código malicioso. A partir daí, os hackers conseguiriam ganhar o acesso remoto do computador.

Embora seja mais raro do que as atualizações que a Microsoft costuma lançar todas na segunda semana de cada mês, a instalação de patches de emergência continua a ser uma realidade para os utilizadores do sistema.

Devido à amplitude da situação, até a Agência de Segurança de Infraestrutura e Cibersegurança do Governo norte-americano alertou quem usa as versões afetadas do Internet Explorer a instalar a atualização de emergência o mais depressa possível, indica o website Tech Crunch.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.